Said seria ‘cancelado’ se O Clone fosse produzida hoje? Dalton Vigh responde

Em 2001, o personagem muçulmano dividiu o público

Publicado em 11/01/2022 20:57
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Said, um dos protagonistas de O Clone, novela reprisada pela Globo atualmente, é interpretado pelo ator Dalton Vigh e hoje levanta algumas questões que, há 20 anos, não pareciam tão relevantes para a sociedade da época.

O personagem, muçulmano, é marido de Jade (Giovanna Antonelli), e se tornou no decorrer da novela quase que um vilão. Isso se deve ao fato de Said encarnar o papel de um companheiro bastante ciumento, vingativo – ao saber que a mulher ama outro – e que, além disso, segue à risca a religião, ainda bastante desconhecida por nós, ocidentais.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Se há duas décadas Said já dividia o público de O Clone, caso a novela fosse produzida agora, com a cultura em processo de modificação e ‘ressignificação’, como está comum dizer, o personagem seria cancelado por suas atitudes?

Para Dalton Vigh, a resposta é complexa, pois a sociedade atual vive uma ‘dicotomia’ de sentimentos. “Acho difícil dizer que Said seria mais aceito hoje ou que não. Da mesma forma que estamos aprendendo a conviver civilizadamente, com respeito mútuo e irrestrito, vejo também que há uma corrente contrária que prega o ódio e a ignorância”, opina o ator em entrevista ao Correio.

Com Said, Vigh fazia a sua estreia na Globo. Segundo o artista, que está confirmado em Poliana Moça, do SBT, viver o muçulmano foi uma grande oportunidade. “Foi um divisor de águas. Muita gente ainda não conhecia meu trabalho. Said foi o personagem que me apresentou para o grande público”, pontua ele.

Leia outros textos da colunista AQUI.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio