Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
estreia hoje

Remake de Pantanal vai ter duas ‘Jumas Marruá’

Mulher-onça é uma das personagens principais da novela adaptada por Bruno Luperi

Publicado em 28/03/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Juma Marruá é uma das personagens femininas de maior expressão em Pantanal. Na primeira versão, escrita por Benedito Ruy Barbosa e exibida na Rede Manchete, ela se tornou uma verdadeira sensação.

Em 1990, Juma foi vivida por Cristiana Oliveira. A atriz ganhou muita notoriedade por encarnar a mulher-onça que depois se apaixona por Jove, à época interpretado por Marcos Winter e agora por Jesuíta Barbosa.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Agora, no remake produzido pela Globo, Alanis Guillen é quem vai dar vida à filha de Maria Marruá (na versão anterior feita por Cássia Kis, nesta por Juliana Paes). A atriz de 23 anos protagonizou Malhação – Toda Forma de Amar, em 2019.

Cristiana Oliveira e Alanis Guillen nos bastidores de Pantanal

Juma em dose dupla

O que pouca gente sabe é que antes de Alanis Guillen entrar na história, haverá uma outra Juma: a versão mirim de Juma Marruá.

A infância da personagem icônica será feita pela pequena Valentina Oliveira, que tem usado seu Instagram para postar suas expectativas para a trama que estreia nesta segunda-feira (28) na Globo.

Alanis Guillen e Valentina Oliveira, as Jumas de Pantanal, e ao lado com Juliana Paes, a Maria Marruá (Reprodução / Instagram)

Segundo a própria atriz mirim, ela entra em cena no capítulo 15, ou seja, vai demorar pouco mais de duas semanas para o público conferir seu talento. Mais para a frente, Juma cresce e Valentina passa o bastão para Alanis.

Nos bastidores, a pequena artista se tornou um xodó para os atores que estavam gravando no Mato Grosso do Sul. Há diversos registros dela junto a Juliana Paes, Bella Campos e demais outros artistas que compõem o remake.

Bella Campos, Valentina Oliveira e Alanis Guillen em Pantanal (Reprodução Instagram)

Alanis Guillen contou detalhes

Sobre como foi compor Juma, Alanis Guillen declarou que ainda está sendo um processo diário. “Começou desde o teste, quando recebi a Juma e fui investigando o universo Pantaneiro, sobre as onças, aos poucos essa personagem no meu corpo, na minha voz, no meu gesto…”, contou Alanis.

Para ela, os bastidores de Pantanal puderam ensinar muito sobre o bioma e a troca necessária para gravar no local. “A relação com o pantanal… o pantanal é vivo. Tem que ser bicho pra estar ali, com muito respeito, muita parcimônia, consciente de que não é qualquer momento, qualquer bicho que pode chegar com intimidade. Ali eu me senti bicho, o Pantanal é uma região muito forte”, refletiu.

Leia outros textos desta colunista.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....