Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
REMAKE

Quem vira onça na novela Pantanal? Saiba como a lenda será abordada

Personagens se transformam em bicho ao longo da trama

Publicado em 30/03/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

O remake de Pantanal estreou na Globo na última segunda-feira (28) trazendo à TV brasileira uma história de sucesso escrita por Benedito Ruy Barbosa.

A trama original foi exibida em 1990 na Rede Manchete e a de agora, adaptada pelo neto do novelista, Bruno Luperi, é composta pelos mesmos personagens e sofreu poucas modificações.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Nesta versão, o público poderá ver, por exemplo, a abordagem das mesmas lendas regionais, como a da mulher-onça, que foi uma sensação há 32 anos.

O que muito telespectador tem se perguntado é sobre quem vira onça na novela Pantanal. O que consta na sinopse é que as mesmas personagens devem passar por essa transformação animalesca no decorrer da trama.

Maria Marruá, por Juliana Paes, em Pantanal

Maria Marruá vira onça em Pantanal

Uma das trajetórias fixas no remake é a de Maria Marruá, personagem presente desde o primeiro capítulo, interpretada por Juliana Paes. Na de 32 anos atrás, quem viveu a mulher sofrida foi Cássia Kis.

Esposa de Gil (Enríque Diaz), ela perdeu seus três filhos, e parte para o Pantanal em uma fuga após o marido cometer um assassinato.

Amargurada por tantas perdas, ela se fecha para o mundo e acaba se tornando uma mulher arisca e selvagem, tal qual os animais típicos do Pantanal. Dito isso, ela é a primeira das personagens que vira onça.

As cenas em que Maria Marruá se transforma em onça são sempre relacionadas à defesa dela em situações de perigo.

Gil (Enríque Diaz) e Maria Marruá (Juliana Paes) na novela Pantanal

Na primeira versão, a sequência mais icônica da esposa de Gil como onça é justamente na hora de sua morte. Lembrando que ela morre assassinada pelo filho do homem que o marido matou no Paraná, irmão da Muda (Bella Campos) que logo entra na história. Como onça, ela luta de forma selvagem contra o atirador, nas perde a batalha.

Já no remake, foi anunciado que Maria Marruá também vira onça logo que ela dá à luz Juma Marruá. Ela coloca a bebê em uma canoa, com intuito de abandoná-la. Mas uma onça aparece e ela luta de igual para igual com o bicho.

Juma herda o poder da mãe

Nos próximos capítulos do remake de Pantanal, Maria terá Juma Marruá, quase que a contragosto, uma vez que não desejava mais ter filhos.

A moça será vivida por Alanis Guillen e em 1990 foi interpretada por Cristiana Oliveira. E na primeira versão a personagem tinha herdado o poder de se transformar em onça da mãe.

Ainda não se sabe como a novela atual vai abordar a capacidade sobrenatural da filha de Maria Marruá, mas no folhetim de 1990 houve dois momentos icônicos em que Juma virou onça.

Alanis Guillen é a Juma no remake de Pantanal

Um deles é quando Juma desmascara Muda. As duas se tornam amigas, mas a visitante é, na verdade, uma infiltrada, uma vez que ajudou seus pais serem assassinados pelo irmão dela ao vingar a morte do pai no Paraná.

Em outra sequência que ela se torna o animal pantaneiro é quando está esperando um filho de Jove (Marcos Winter na primeira, Jesuíta Barbosa agora) e é atacada por um peão do vilão Tenório (Antônio Petrin antes e Murilo Benício agora). Sob a pele da onça, Juma consegue matar o inimigo.

Leia outros textos desta colunista.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....