Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
REALITY SHOW

No Limite: Fernando Fernandes celebra a representatividade da pessoa com deficiência na TV

Atleta é o novo apresentador do programa da Globo

Publicado em 26/04/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A temporada 2022 de No Limite estreia na Globo na próxima terça-feira (3). Hoje à noite, no entanto, o público já conhecerá os nomes dos 24 novos participantes que toparam viver essa aventura.

Serão competidores das cinco regiões do país, com diferentes idades e estilos de vida, cada qual com suas histórias e personalidades.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira (25), o novo apresentador da atração, Fernando Fernandes, tetracampeão paralímpico de canoagem, adiantou a adrenalina da edição deste ano. “Terá o dobro de provas praticamente. Provas que exigem do ser humano. A gente coloca No Limite ‘no limite’ o tempo todo“, brincou o atleta.

Fernando Fernandes, apresentador do No Limite

Ex-participante do Big Brother Brasil 2, Fernando ficou paraplégico após um acidente de carro ocorrido em 2009. Desde então resolveu transformar sua forma de viver. “Tudo na minha vida mudou. Me vi enfrentando meus obstáculos. Quis me encaixar na sociedade. Me encontrei no esporte. Quis usar o meu dom e a minha profissão pra ajudar as pessoas“, declarou Fernandes.

Preparação como apresentador

Apesar de estar acostumado com as câmeras, Fernando Fernandes garante que a missão de apresentar um programa é diferente. Para comandar o No Limite com bastante energia, o esportista revela que adotou uma rotina regrada de exercícios.

Me preparei como se tivesse indo pra final de um campeonato mundial de canoagem. Tinha certeza que, pela vida que levo, vivo na praia, nas dunas, e eu tenho que criar minhas formas de viver, por que eu sou um cadeirante. Se eu não tiver bem o tempo inteiro, não consigo… Eu treinei como se fosse prum campeonato mundial, por que é um momento importante, de transição. Vou colocar tudo em prática. Tudo que eu tinha pra dar, tá aqui“, declarou Fernando na entrevista.

Fernando Fernandes, apresentador do No Limite, e a namorada Laís Oliveira

Representatividade

Sobre a representatividade de estar liderando um programa na TV aberta sendo cadeirante, Fernando Fernandes diz ser “fundamental e necessária”. Porém, o apresentador faz questão de tratar tudo com naturalidade e diz que o convocaram para o projeto por sua competência.

“Se eu tô aqui a cadeira de rodas não é a razão. É pelo atleta que sou, pela pessoa que sou, e como lido com a cadeira de rodas. Isso foi importante para conquistar esse espaço. Quando um cadeirante assume uma posição com responsabilidade tão grande, é pra mostrar como [esse público] é esquecido, colocado em segundo plano… Fala-se muito pouco da pessoa com deficiência“, expôs Fernando.

Quando a gente fala de inclusão social, é quando a gente ocupa espaços onde geralmente não estamos… A gente [no No Limite] tá lidando de forma natural por que eu lido de forma natural, para ser desmistificado, para que seja visto com outros olhos. Muita gente liga a pessoa com deficiência a incapacidade, a invalidez. Com certeza esse é o momento de muita importância pelo que a gente vai realizar“, pontuou o comunicador.

No Limite, reality show da Globo

Participantes de No Limite

Segundo Fernando, a edição de 2022 do No Limite deve surpreender pela força de vontade dos confinados. “Sinceramente acredito que esse ano os participantes se prepararam ainda mais, pois são fãs do programa. Com certeza assistem, conhecem as provas e sabem o que vão encontrar aqui“, avalia.

O apresentador, como atleta, acredita que uma preparação intensa antes do programa acaba sendo necessária por conta da complexidade da proposta. “Aqui é selva, rústico, natureza selvagem de verdade. As condições são extremas, se não estiver preparado não vai sobreviver. Naturalmente o jogo vai fazer voltar pra casa“, pondera.

Leia outros textos desta colunista.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....