Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
REMAKE

Morre ou não? Entenda o sumiço macabro de Joventino na novela Pantanal

Personagem é interpretado pelo ator Irandhir Santos nesta versão

Publicado em 29/03/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

O mistério que toma conta da primeira fase de Pantanal, remake da Globo é o sumiço repentino de Joventino, personagem interpretado por Irandhir Santos.

A trama estreou nesta segunda-feira (28) no horário nobre e Joventino foi a figura principal do capítulo. Pai de José Leôncio (Drico Alves / Renato Góes), o peão adquiriu um grande pedaço de terra no Pantanal após parar de trabalhar para os outros.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Junto com o filho, Joventino tem o objetivo de ter sua própria criação de bois. No entanto, em sua cabeça, a natureza é quem deve ficar a cargo da realização desse sonho, e não ele mesmo. Por isso, em vez de trazer os animais pelo laço (à força), resolve inventar um jeito mais ‘humano’ para levá-los à fazenda.

Joventino (Irandhir Santos) na novela Pantanal

Joventino some misteriosamente

No capítulo que vai ao ar nesta terça-feira (29), José Leôncio sai em comitiva e Joventino decide ficar na fazenda. O patriarca já tem arquitetada sua busca pelos marruás, assim como fez no episódio inicial, conseguindo reunir uma grande boiada.

A comitiva retorna para a fazenda, José Leôncio chama por Joventino, mas o pai não está lá. Ele então vai procurá-lo mata a dentro. Tempos depois, o filho, preocupado, somente encontra objetos pessoais do pai.

Dali para a frente, José Leôncio nunca mais verá seu pai e como uma promessa para tê-lo de volta, começa a sair todos os dias para caçar marruás no laço.

Joventino (Irandhir Santos) e José Leôncio (Renato Góes) na novela Pantanal

Desfecho sobrenatural

O autor original de Pantanal, Benedito Ruy Barbosa, se baseou em algumas histórias do folclore pantaneiro para escrever sua novela. Uma delas tem a ver com o sumiço misterioso de Joventino.

No decorrer da trama exibida em 1990 e, muitos personagens se deparam com o Velho do Rio, um ser mitológico, que se põe à disposição da comunidade que acaba sendo atacada por animais da região ou então que se perder na mata.

Muitos daqueles que veem o Velho do Rio juram de pé junto que se trata do pai de Zé Leôncio, que aliás, é o único que não consegue o contato visual com a figura mística. Tudo indica que essa abordagem estará presente também no remake da Globo, lembrando que o Velho do Rio desta versão é interpretado por Osmar Prado.

Portanto, durante toda Pantanal, não haverá resposta do que realmente aconteceu com Joventino, deixando seu destino subentendido pelos pantaneiros e pelos telespectadores.

Leia outros textos desta colunista.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....