Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
CARREIRA

Após enfrentar morte da namorada e quatro infartos, ator de O Clone se torna palestrante de saúde

Raul Gazolla está sem fazer novelas desde 2017, quando atuou em A Força do Querer

Publicado em 12/04/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Raul Gazolla pode ser visto atualmente como Miro na novela O Clone, reprisada no Vale a Pena Ver de Novo na Globo. Vale lembrar que a trama foi exibida originalmente há 20 anos.

Miro é um treinador de MMA e assíduo de academias. Melhor amigo de Xande (Marcello Novaes), ele tem o sonho de treinar algum bom lutador.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

O final de Miro em O Clone, apesar de uma trajetória morna na novela, é surpreendente. Após passar um aperto ao lado de Alicinha (Cristiana Oliveira), que o usa para conseguir aplicar golpes, o personagem termina a novela ao lado de Nazira (Eliane Giardini).

Confira: Nazira se casa com personagem inusitado no final de O Clone; relembre

Nazira e Miro em cavalo alado no final de O Clone (Reprodução)

Momentos difíceis

Raul Gazolla está sem atuar em novelas desde 2017, quando esteve no elenco de A Força do Querer. Antes disso ele fez algumas produções da Record TV, como Milagres de Jesus, Máscaras e Os Mutantes.

Hoje o artista está focado em recuperar totalmente sua saúde, afinal, enfrentou nada menos do que quatro infartos nos últimos anos.

Em live em seu Instagram, Gazolla revela que o primeiro infarto aconteceu em 2010, quando estava em um aeroporto.

“Comecei a passar mal, a ficar tonto. Fui a um pronto de socorro lá mesmo no aeroporto, e a médica tirou a minha pressão e disse: ‘vamos internar o rapaz que a gente está perdendo ele’. Fui de ambulância para um hospital em São Paulo. Entrei na segunda-feira no hospital e sai na quinta, operado e com um stent no meu coração”, explica ele.

Estresse e perdas contribuíram para infartos

Segundo os médicos, dois fatores podem ser responsáveis pelo infarto: o hereditário e o estresse.

Há 32 anos, vale lembrar, Raul perdeu a namorada Daniela Perez, assassinada pelo ator Guilherme de Pádua. Ele atribui a morte da atriz a uma das razões para seu estresse constante.

Os irmãos dos meus pais todos morreram com problema de coração e eu tinha o estresse do assassinato da minha mulher”, diz o ator, lembrando a perda da amada, filha da autora Gloria Perez, aos 22 anos de idade.

Raul Gazolla atualmente

“Jamais pensei que fosse infartar na minha vida. Sou um cara completamente apaixonado por esportes, procuro me alimentar da melhor maneira possível, mas têm coisas que você não foge, uma delas é o estresse que a vida te faz. Tive alguns estresses na minha vida, perdi a minha mulher assassinada, eu tinha 36 anos, ela tinha 22, e isso causa um estresse enorme. Perdi um sobrinho com 32 anos, e isso pra mim também foi muito forte. Quando veio a conta, veio em forma de infarto miocárdio”, declarou Raul.

Um ano após o primeiro enfarto, ele teve o segundo, ao treinar jiu-jitsu. Já o terceiro e o quarto aconteceram em 2012.

O médico disse que eu não podia passar de 180 batimentos cardíacos enquanto estivesse treinando. Comecei a treinar controlado e fui treinar crossfit. Parei de tomar remédio para o coração, fiz uma alimentação regrada e seis meses depois fiz novos exames e estava melhor. No final do ano, sem tomar medicamento, cai de boca no panetone e nas comidas de fim de semana, entupi as artérias e tive o quarto enfarto”, contou ele.

Raul Gazolla em uma palestra sobre superação e propósito

Vida de palestrante

Hoje, o artista está rodando o Brasil para ministrar palestras sobre saúde. No último final de semana, aliás, ele participou do evento 1 Dia Para Mudar Todos os Outros em Teresina, no Piauí, ao lado do cardiologista Carlos Portela.

“Se o que você faz não te causa arrepios, é porque não está dentro do seu propósito. O desafio que não te move, te paralisa”, resume Raul Gazolla.

“Raul já passou por quatro infartos e hoje cuida da saúde através da atividade física diária, boa alimentação e uma rotina de sono mais saudável. Então o Raul vai contar um pouco do dia a dia dele e o que aprendeu com essas quase quatro mortes, o que fez ele mudar do ponto vista de alimentação, pensamentos, da saúde mental emocional, é mais ou menos isso”, explicou o profissional que trata Gazolla.

Leia outros textos desta colunista.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....