Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
SUBSTITUIÇÕES

Alterações em O Clone: 6 atores ficaram de fora da novela

Trama de Gloria Perez está sendo reprisada no Vale a Pena Ver de Novo, na Globo

Publicado em 15/02/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Sabia que a novela O Clone poderia ter tido um elenco diferente? Escrita por Gloria Perez, a história foi exibida originalmente em 2001 e agora reprisada no Vale a Pena Ver de Novo.

A trama se passa tanto no Brasil quanto no Marrocos e é protagonizada por Giovanna Antonelli, Murilo Benício, Dalton Vigh, Juca de Oliveira, Stênio Garcia, Reginaldo Faria, entre outros grandes nomes da teledramaturgia.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Só que antes da autora fechar de fato o elenco, muitos outros nomes foram sondados e até mesmo convidados. Cláudia Abreu, Edson Celulari, Jonas Bloch, Thiago Lacerda e até mesmo o já falecido Walmor Chagas estiveram na listinha de Gloria.

Conheça a seguir outros seis artistas que ficaram de fora de O Clone.

Lucas, Diogo e Leo seriam vividos por Fábio Assunção

Os gêmeos Diogo e Lucas e o clone de Lucas, chamado Leo, seria vivido por Fábio Assunção e não por Murilo Benício.

“Em setembro do ano passado, a Glória me telefonou dizendo que tinha escrito o papel principal para mim. Fiquei muito lisonjeado com o convite, mas não estou com disponibilidade emocional para a empreitada. Quero dar uma reciclada, tenho uma boa relação com a emissora e eles entenderam que eu precisava dar uma parada”, revelou Assunção ao Jornal do Brasil.

No ano seguinte ao início de O Clone, em 2002, contudo, lá estava Fábio protagonizando outra novela, a Coração de Estudante, exibida na faixa das 18h.

Papéis de Murilo Benício em O Clone ficariam com Fábio Assunção (Divulgação)

Jade seria vivida por Letícia Spiller

Jade, par de Said (Dalton Vigh) e Lucas (Murilo Benício) em O Clone, foi vivida por Giovanna Antonelli, que estava em sua segunda novela na Globo. Antes, ela tinha feito sucesso como Capitu em Laços de Família.

Só que a muçulmana não foi reservada desde o início para Antonelli. A primeira escolha de Gloria Perez era a atriz Letícia Spiller, que recusou o convite para seguir com seus projetos no teatro. Isso rendeu para Letícia um rompimento momentâneo com a Globo, que logo chamou a atriz novamente para Sabor da Paixão.

Vale lembrar que Ana Paula Arósio também foi sondada para viver Jade. Explicamos tudo na seguinte matéria: Com Ana Paula Arósio e Fábio Assunção, elenco pensado para O Clone foi completamente outro

Said seria vivido por Eduardo Moscovis

O marido de Jade e irmão de Nazira (Eliane Giardini) e de Mohamed (Antonio Calloni) seria interpretado por Eduardo Moscovis. Mas o ator foi substituído por Dalton Vigh, que chamou atenção interpretando Said.

No ano anterior ao convite, em 2000, Moscovis viveu Petruchio, o protagonista de O Cravo e a Rosa, que está sendo reprisada na Globo atualmente. A ‘emenda’ de uma novela a outra seria o principal motivo para se negar a estar na trama de Gloria Perez.

Papel de Reginaldo Faria em O Clone poderia ter sido de José Mayer (Divulgação)

José Mayer como Leônidas (ou Tio Ali)

Se hoje José Mayer está aposentado das telinhas, no início dos anos 2000 ele era uma verdadeira ‘sensação’ da teledramaturgia. Não à toa, ele foi cogitado para um dos principais papéis de O Clone, o Tio Ali, que acabou ficando com Stênio Garcia.

Ao Jornal do Brasil, Gloria Perez ressaltou que houve muito burburinho sobre a escalação de José Mayer para outros papéis, como o de Leônidas, por exemplo.

“Dá para acreditar no José Mayer como pai do Murilo Benício aos 40 anos? Claro que não. Seria apenas escolher um galã e não um ator adequado”, pontuou a autora. Logo depois, Mayer foi confirmado como protagonista de Presença de Anita.

Lima Duarte como Tio Ali

O veterano de 91 anos que ganhou um papel em Além da Ilusão, trama atual das seis, também foi escolhido para O Clone, mas acabou ficando de fora.

Lima Duarte, em entrevista concedida em 2021, rememorou o convite de Gloria Perez para viver Tio Ali, papel de Stênio Garcia.

Na conversa, publicada aqui no Observatório da TV também, ele garantiu que não aceitou por conta dos atentados de 11 de setembro, que ocorreram no mesmo ano em que se iniciram

Papel de Stênio Garcia em O Clone seria de Lima Duarte (Divulgação)

Ivete Sangalo seria uma policial

Já em 2001 Ivete Sangalo era enxergada como uma atriz em potencial. À época da escalação de O Clone, a cantora, que tinha saído da Banda Eva e já seguia carreira solo, foi cogitada por Gloria Perez para um papel específico: uma policial.

No ano anterior, Ivete também havia recebido um convite de Carlos Lombardi para viver uma personagem em Uga Uga. Em ambos os casos surgiram dificuldades com trâmites burocráticos.

A concretização do sonho de atuar em papel fixo, contudo, aconteceu em 2012, quando Sangalo deu vida à cafetina Maria Machadão na novela Gabriela.

Antes disso, a apresentadora do The Masked Singer Brasil fez duas participações em episódios únicos como ela mesma: uma em Paraíso Tropical (2007) e outra em Cheias de Charme (2012).

Ivete Sangalo em Gabriela

Leia outros textos AQUI.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....