Pacotão de novidades

SBT “arruma a casa” e faz planejamento de novelas adultas no horário nobre

Horário das 21h30 será destinado às produções latinas mais aclamadas pelo público

Publicado em 12/10/2021

O SBT está arrumando a casa! Daqui para os próximos tempos a faixa das 21h30, como já se especulava desde o anúncio da série A Usurpadora, será ocupada por produções do mesmo gênero e também por novelas, todas elas, é claro, importadas da rede mexicana Televisa, a maior produtora de novelas do mundo e parceira de conteúdo da emissora de Silvio Santos desde 1982.

De surpresa, na noite desta terça-feira (12) foi divulgada uma chamada de impacto que fez barulho nas redes sociais. Nela, um pacotão de grandes novidades provou que os espectadores da emissora estarão muito bem servidos com títulos que variam entre os mais pedidos nos últimos anos e obras modernizadas aclamadas pela crítica que acabaram de sair do forno.

Em tom minimalista e filtro soturno, flashes e cenas variadas das atrações são apresentadas ao tempo em que o narrador destaca a presença dos grandes astros e estrelas mexicanas que o público adora acompanhar: Angelique Boyer, Sebastián Rulli, Ana Brenda Contreras, Mayrín Villanueva, Silvia Navarro, Gaby Spanic, Érika Buenfil e outros.

A nova proposta do SBT é reflexo não somente da movimentação na concorrência – todas elas muito bem armadas para 2022 -, como também um meio inteligente de atrair público mais adulto para o horário após anos em looping com reprises infantis de pouco apelo.

Atualmente essas mesmas produções são líderes de audiência dentre todos os programas do SBT e levam o canal a alcançar com frequência a segunda colocação. Os cartazes atuais são Coração Indomável (2010) e Te Dou a Vida (2019), exibidas no bloco Novelas da Tarde entre 17 e 19 horas.

Este fenômeno tem ocorrido também fora do SBT, mais propriamente nas plataformas de streaming como Globoplay e Amazon Prime Vídeo, onde também geram buzz e ibope.

Entre os títulos previamente divulgados, chamaram a atenção Cuna de Lobos (2019), uma releitura do clássico de mesmo nome que nos apresentou Catalina Creel, a vilã das vilãs. O remake de Laços de Amor (1996) rebatizado de Três Vezes Ana (2016), que traz Angelique Boyer como as trigêmeas ao lado de Sebastián Rulli.

A Cor da Paixão (2014) e a série Rubi (2019), além dos atuais fenômenos de audiência no México A Desalmada e Vencer o Passado, e claro, a já anunciada por este colunista: Si Nos Dejan! É aguardar!

SIGA ESTE COLUNISTA NAS REDES SOCIAIS: INSTAGRAM E TWITTER

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade