Quem foi Eleanor H. Porter, a criadora do fenômeno ‘Poliana’ que fez a cabeça de Íris Abravanel

Escritora deixou a música de lado após seus livros alcançarem o sucesso

Publicado em 24/11/2021 20:38
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com obras literárias espalhas pelos quatro cantos do mundo, na TV, cinema e no teatro, Eleanor H. Porter, a criadora de “Poliana, atualmente com versão em produção no SBT, é uma das maiores escritoras da história literária. A coluna traz um pouco de sua história.

Senhora H. Porter nasceu em uma tradicional família da Nova Inglaterra, nos Estados Unidos, em 1868, na cidade de Littleton. E. H. Porter também foi cantora, estudou por vários anos no New England Conservatory of Music.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No início dos anos 1900, se aventurou na escrita. Isso aconteceu quando várias de suas histórias saíram em revistas e jornais populares. Foi então que ela optou por investir neste seguimento e deixar o canto.

Outros livros

Eleanor H. Porter (Reprodução)

Correntes cruzadas, em 1907, foi o seu primeiro livro. Já Miss Billy, de 1911, foi seu primeiro livro realmente bem-sucedido. E foi este trabalho que a transformou em uma autora clássica.

Mas foi com a popular Pollyanna, que se tornou um fenômeno imediatamente após sua publicação, em 1913. Foram cerca de 1 milhão de cópias vendidas naquele mesmo ano. A partir disso, a obra nunca mais deixou de ser lida.

Dois anos mais tarde, E. H. Porter escreveu uma continuação, Pollyanna moça, outro sucesso instantâneo e atemporal. Pollyanna, então, foi adaptado para a Broadway em 1916 e para o cinema em 1920.

A versão dos Estúdios Disney, lançada em 1960, continua popular até hoje. E. H. Porter morreu em 21 de maio de 1920, em Cambridge, Massachusetts. Várias continuações de Pollyanna foram escritas por outros autores após sua morte.

Versões de Pollyana

Eleanor H. Porter (Reprodução)

A história da menina órfã atravessou um século nas prateleiras. Na década de 1920 foi lançado o primeiro filme baseado no livro, com Mary Pickford e dirigido por Paul Powell, um clássico do cinema mudo.

Quatro décadas depois, em 1960, foi feito um novo filme baseado na obra, dirigido por David Swift e com Hayley Mills no papel principal.

Na Pollyana de 1989, a jovem cai da janela ao tentar ajudar João Feijão a entrar em seu quarto. Ao estender a mão para ajudar o amiguinho, ela despenca lá do alto.

No ano de 2003, a Diretora Sara Harding também escolheu um atropelamento para a personagem Pollyana, vivida por Amanda Burton. A cena foi bem simples e mostra apenas seu cesto de frutas sendo arremessado pra bem longe.

Jogo do contente no SBT

Em 2018 o SBT estreou As Aventuras de Poliana, novela protagonizada por Sophia Valverde e Thaís Melchior. A trama teve mais de dois anos no ar e retornará em 2022 com a segunda temporada, inicialmente intitulada com o mesmo nome da continuidade da história: Poliana Moça.

SIGA ESTE COLUNISTA NAS REDES SOCIAIS: INSTAGRAM E TWITTER

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio