Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Sucesso infantil

Os 22 anos de O Diário de Daniela, novela que fugiu de clichês e alcançou o Grammy Latino

Melodrama com Daniela Luján colaborou para que o SBT investisse em outras do gênero

Publicado em 29/01/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Quando entre uma temporada e outra de Chiquititas a novela O Diário de Daniela foi ao ar pelo SBT em 2000, a atriz Daniela Luján já era considerada um fenômeno infantil no México. Antes mesmo de debutar por aqui em Luz Clarita (1996), remake de Chispita (1982), a então pequena artista já havia chamado a atenção em outros trabalhos do gênero como no programa Vila Sésamo e no elogiado filme Angelito Mio (Meu Pequeno Anjo), onde ela contracenou com Letícia Calderón, que veio a interpretar sua mãe na trama que completa 22 anos neste mês de janeiro.

Entretanto, a novela que a fez ganhar oportunidades na Televisa foi La Dueña (1995), produzida por ninguém menos que Florina Meza, a Dona Florinda do seriado Chaves. Na ocasião, Luján fez a vez da protagonista Regina Villareal em sua fase criança, que depois de crescida foi interpretada por Angélica Rivera (ex-primeira-dama do México)

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

O Diário de Daniela, pode-se afirmar, ocupa com tranquilidade o ranking das melhores novelas infantis da década passada. O simples fato dela fugir do velho e batido clichê da criança órfã que vai parar num orfanato já é um ponto de vantagem em relação às outras.

Grammy Latino e outros detalhes

Embora a trágica perda da mãe em um afogamento, Daniela e sua família tiveram que superar o momento de outra forma. Os personagens se ajudavam nos momentos difíceis e as crianças não eram abandonadas por seus pais de maneira banal – uma peculiaridade dos melodramas infantis Televisa.

No campo fonográfico, a trilha sonora de O Diário de Daniela foi certificado com Disco de Ouro no México, concedido pela AMPROFON em 1999 pelas mais de 100 mil cópias vendias no país. O álbum concorreu ao Grammy Latino no ano de 2000 na categoria Melhor Álbum Infantil.

Em 2000, aproveitando o sucesso, o SBT Music em parceria com Abril Music lançaram a trilha sonora brasileira da novela, produzida por Arnaldo Saccomani, sob direção artística de Caion Gadia, as músicas foram interpretadas por cantores brasileiros, sendo 9 faixas regravações da trilha mexicana e 3 músicas novas.

A trama ainda reúne muitas outras curiosidades de bastidores, bem como a troca do protagonista adulto, a revolta dos espectadores com a impactante morte de uma personagem do núcleo infantil, o adeus a um ator que trabalhou apenas nesta novela e a parceria das autoras Marcela Fuentes e Fernanda Villeli. Para saber mais, é só assistir ao Olhar Latino desta semana!

SIGA ESTE COLUNISTA NAS REDES SOCIAIS: INSTAGRAM E TWITTER

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....