Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Boa alternativa

Novelas podem ser uma solução para salvar a RedeTV! da crise de audiência

Gênero em alta, melodramas elevaram os índices de audiência da emissora no passado

Publicado em 05/02/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Se observarmos que na RedeTV! de uma década atrás, números abaixo dos 4 ou 5 pontos no ibope eram atribuídos a uma crise, o que pensar sobre o atual cenário da emissora? Entre os vários acertos, o dobro de erros e dezenas de equívocos, o canal de Amilcare Dallevo e Marcelo de Carvalho, mesmo após 23 anos de existência ainda luta para encontrar um caminho na história da comunicação no Brasil.

Lamentavelmente, a má gestão ocasionou uma inconstância na programação que se perdura desde a era pós-Monica Pimentel, ou seja, desde de meados de 2012 quando a profissional abandonou o cargo de diretora artística. Pimentel foi a única profissional que passou pelo departamento e conseguiu botar ordem na casa.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Com ela, a imagem da RedeTV! foi elevada a patamares nunca mais alcançados desde então. À época o canal 9 de São Paulo não era somente mais uma opção entre as redes de TV aberta como também uma alternativa de qualidade elogiável em relação às demais. Era até mesmo um tanto quanto elitizada.

Um passado de glórias

Além dos programas de auditório de grande apelo com o jovem, também existiu uma programação voltada para o público nerd, com séries clássicas e filmes: Jeannie é um Gênio, A Feiticeira, Friends, Zorro, O Mundo Perdido, Buffy – A Caça-Vampiros, Dallas, Dexter, Hawaí e Barrados no Baile são apenas alguns dos exemplos.

Próximo disso, um outro gênero fez a audiência da emissora disparar – a dramaturgia. Os clássicos colombianos Betty, a Feia e Pedro, o Escamoso, além da venezuelana Gata Selvagem, trouxeram ainda mais relevância para a emissora, que naquele momento ainda não tinha cacife para investimento próprio. As três colocaram a RedeTV! em competitividade com SBT e Record TV.

Pedro, o Escamoso foi transmitida em 2003 pela RedeTV! (Reprodução: RCN)

Quase 20 anos depois da última transmissão deste seguimento, nunca mais a RedeTV! teve médias semelhantes no prime time e tampouco na faixa da tarde.

Visto isso, agora olhando para o hoje, onde comprovadamente as novelas predominam como produto mais consumido por hora na televisão aberta e nas plataformas de streaming, por que não voltar a apostar neste gênero tão amado em toda América Latina?

Um mercado interessante pode ser a solução para a RedeTV!

As chamadas Dizi, ou popularmente conhecidas como séries turcas, transmitidas durante anos pela Band em formato de novela, são o hype do momento em todo mundo. Além delas, a própria Colômbia continua produzindo grandes títulos tão ou mais expressivos que as mexicanas do SBT, chegando a vencer o Emmy Internacional.

Nos Estados Unidos, para se ter uma ideia, a Telemundo (canal de conteúdo voltado para o público hispânico residente no país) reuniu grande parte do elenco original de Pasión de Gavilanes para uma parte 2 da história, mais de 15 anos após do fim da novela.

A RedeTV!, no caso, exibiu o folhetim com o título de Paixões Ardentes, em 2003, no horário da tarde e com abertura na voz de Chitãozinho e Chororó. Essa releitura não seria uma boa aposta para a emissora?

Se este não for o momento certo para uma retomada, então não será nunca mais. A RedeTV! precisa urgentemente rever seus erros para não repeti-los daqui por diante e tomar como exemplo o que deu certo no passado. Quem sabe isso estimule seus acionistas a resgatar um pouco da relevância que um dia a emissora teve com o público. Novela é um gênero apreciado, não importa sua origem.

SIGA ESTE COLUNISTA NAS REDES SOCIAIS: INSTAGRAM E TWITTER

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....