Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Ponto de virada

Na expectativa de fazer história, Globo vive para a estreia de Pantanal

Emissora exagera na divulgação da releitura da obra de Benedito Ruy Barbosa

Publicado em 22/02/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Cercada das melhores expectativas, a releitura da obra de Benedito Ruy Barbosa, Pantanal finalmente ganhou data de estreia, agendada para 28 de março. Entretanto, até lá o espectador vai precisar de uma dose boa fé e paciência para aturar uma Globo completamente deslumbrada com o que vem por aí. E não é para menos, o maior orçamento do ano promete ser o ponto de virada para um período nefasto em termos de audiência na história da emissora.

Ainda recuperando o fôlego do impacto da pandemia, a emissora está potencializando – e não é de agora – o próximo folhetim das nove horas. Sem medo de estragar o produto como novidade, a Globo entregou em julho de 2021 as primeiras imagens da novela que foi sucesso há 30 anos na Rede Manchete numa chamada de “pós-pandemia” narrada por Regina Casé.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Mais adiante, agora em agosto, em uma matéria de quase oito minutos o Fantástico se atribuiu a Pantanal como “Brasil raiz” na TV e entrevistou Cristiana Oliveira (a Juma Marruá, protagonista) e outros nomes do elenco original, além de Ricardo Waddington (Diretor de Produção dos Estúdios Globo) e Rogério Gomes (Diretor Artístico da novela).

Fantástico apresentou matérias diversas sobre Pantanal (Reprodução: Globo)

Nas edições seguintes o jornalístico apresentou ao público uma outra vitrine: a reportagem “Brasil: colapso ambiental”. O tema, na realidade, é pano de fundo para a remontagem da história.

Em setembro, mês de estreia de Um Lugar ao Sol, uma grande surpresa na divulgação prévia da superprodução rural. O Fantástico apresentou Alanis Guillen, então com 23 anos, como Juma Marruá em sua primeira entrevista após assumir o papel da emblemática personagem que vira onça.

Alanis Guillen, a Juma de Pantanal (Reprodução – Instagram)

A partir disso, as primeiras fotos oficiais do elenco em produção foram surgindo ao longo dos meses. Ao tempo em que Um Lugar ao Sol estava sem qualquer divulgação decente, Pantanal já era fortalecida como a maior das novidades nos últimos anos.

Novelas estraram e saíram do ar, mas a história de Juma, Joventino, Zé Leôncio, Filó, Tenório e tantos outros mais parece ser o único plano e maior interesse da Globo daqui até o grande dia da estreia. Algo poderoso, como arma para uma guerra prestes a estourar. Por fim, algo nunca antes visto – as redes sociais da emissora estão tomadas por anúncios para o grande dia da estreia. Vai perder?

SIGA ESTE COLUNISTA NAS REDES SOCIAIS: INSTAGRAM E TWITTER

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....