Inusitado

Modelo que ficou nua na abertura de Pantanal feita pelo SBT criava cobra dentro de casa

Glenda Santos era engajada no combate a exportação de animais silvestres no Brasil

Publicado em 18/02/2022

Quando Silvio Santos arrematou as fitas da novela Pantanal de um leilão da massa falida da Rede Manchete e colocou a novela no ar em 2008, uma nova modelo despontou na mídia após atuar na remontagem da abertura feita pelo SBT, bem como aconteceu com a apresentadora Nani Venâncio na versão original deste trabalho em 1990 na extinta emissora.

Glenda Santos, na época com 25 anos, foi a modelo que emprestou suas curvas para a abertura dessa reexibição do clássico de Benedito Ruy Barbosa. Embora o seu trabalho nudez na abertura fosse muito mais discreta que a de Venâncio, sua projeção também foi bastante expressiva.

Glenda Santos na abertura da novela Pantanal produzida pelo SBT (Reprodução: SBT)

A modelo, depois disso, estudou para ser atriz e recebeu dezenas de convites para entrevistas, virou Musa da Mangueira no Carnaval carioca, desfilou pela Vai-Vai e foi capa da Sexy.

Inclusive, o trabalho na revista foi feito enquanto a novela ainda estava no ar, mas por motivo não revelado por Glenda a edição foi publicada quase um ano após o fim da transmissão no SBT.

Glenda Santos para a revista Sexy (Reprodução: Revista Sexy)

Entretanto, o que mais chamou a atenção da mídia e do público quando Glenda se popularizou é que ela tinha uma cobra de estimação e chegou a fazer ensaios com o animal. Isso tudo, antes de ser convidada para estrelar a abertura de Pantanal.

Glenda Santos criava cobra dentro de casa quando foi convidada para estrelar abertura de Pantanal no SBT (Reprodução: SBT)

O animal foi adotado pela modelo e divulgado por ela em ato de protesto contra a exportação de animais silvestres no Brasil. Seu trabalho na abertura de Pantanal serviu para que ela engajasse a favor da causa. “Não quero ser só a musa de Pantanal”, disse Glenda em uma entrevista para o programa de Sonia Abrão na RedeTV!.

Mais de Glenda em Pantanal

“Foi um trabalho muito legal de fazer. Gravamos a cena em que tiro o vestido durante três horas num estúdio e depois a criação visual entrou em ação para colocar as outras imagens que compõem a abertura. Trabalho com o artista plástico W. Veríssimo, que faz pintura de corpos. Um amigo em comum que trabalha no SBT soube que a emissora ia mudar a abertura e me indicou”, contou ela ao Extra, na época.

Assista a versão da abertura de Pantanal produzida pelo SBT:

SIGA ESTE COLUNISTA NAS REDES SOCIAIS: INSTAGRAM E TWITTER