Fogo na Cinemateca faz Samantha Schmütz explanar comportamento de Marina Ruy Barbosa: “Sucateamento da profissão”

A ruiva representou atrizes brasileiras em Cannes e permanece omissa ao tema do incêndio

Publicado em 30/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Marina Ruy Barbosa esteve no red carpet do Festival de Cannes, ocorrido no mês passado, e que é considerado o mais renomado da indústria cinematográfica e marca grandes estreias de cinemas na França. A jovem atriz de 26 foi representante da classe brasileira junto a Bruna Linzmeyer.

No entanto, aqui no Brasil, para muitos a riuva vive outro cenário – o da “omissão e conivência com a destruição da arte, além do sucateamento da profissão de ator”, opinou a atriz Samantha Schmütz em uma sequência de stories publicadas em seu Instagram.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O rechaço de Schmütz dá-se, é claro, após o incêndio em um galpão da Cinemateca Brasileira, localizada na Vila Leopoldina, Zona Oeste de SP.

“É muito triste o que está acontecendo com o nosso cinema, com a nossa cultura. E eu fico pensando assim: que as pessoas, que os artistas que apoiam este governo, que ajudaram eleger este governo, que fazem cinema, estão quietas.

Essas pessoas que usurpam da arte somente o pra fazer coisas periféricas, ela usam da arte somente pra fazer publi[cidade], capas, eventos, presenças, mas elas não estão nem aí pro cinema nacional. Essas pessoas deviam ter vergonha na cara e nunca mais pisar num set de filmagens nem para fazer figuração que fosse.

E cadê as beldades que estavam em Cannes desfilando seus colares; as atrizes, modelos, cadê gente? Vocês, lindas, que foram pra Cannes, cadê vocês, que tem milhões de seguidores.

Vocês são maravilhosas e vão pra lá e desfilam vestidos de marca, pessoas vão pra Cannes representar atrizes de cinema brasileiro, mas nunca venderam uma porra de um ingresso.

Está tudo errado, parem, acordem, parem de pensar só no seu umbigo, na sua conta bancaria. Eu acho muito covarde, cara, me sonho que pseudo-artistas não ocupem lugar de verdadeiros artistas.

Ao invés de estar em Cannes vocês deveriam estar em cana, presos por omissão, por colaborar e serem coniventes com a destruição e o sucateamento da nossa profissão.

O último trabalho de Marina Ruy Barbosa no cinema foi em 2018 com Todas as Canções de Amor. Na televisão sua última novela foi O Sétimo Guardião (2018) e uma pequena participação em Bom Sucesso (2020).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio