Escassez de subcelebridade gabaritada faz Record TV apelar para o tudo ou nada

Com Liziane e Mileide, emissora buscou nomes de expressividade artística próxima do zero

Publicado em 09/09/2021 15:41
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quando começaram as especulações sobre a possibilidade da modelo Liziane Gutierrez ser uma das participantes de A Fazenda 13, muito se questionou entre o público nas redes sociais, o que de fato levaria Rodrigo Carelli, diretor de núcleo de realities da Record TV, a convidar uma figura que se popularizou por frequentar festas clandestinas e quebrar protocolos de segurança contra a Covid-19 ao longo de toda a pandemia. Uma disseminadora do vírus.

Não é preciso forçar a cabeça para se chegar a uma resposta – se puxarmos pelo histórico, ter certificado no currículo envolvimento em casos de violência domestica, surtos psicológicos, traição, prostituição e escândalo político é a garantia do passaporte direto para Itapecerica da Serra.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mas convenhamos, com tudo que vivemos e ainda estamos passando com a pandemia, que registra neste momento um total de 584 mil mortos somente no Brasil, como é possível entender que a Record abra espaço ou dê como prêmio a Liziane Gutierrez a participação no reality?

A última presepada da modelo ocorreu em julho, quando em uma ação de força-tarefa em são Paulo no combate às festas clandestinas, que teve a participação do deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP), Liziane foi flagrada em uma festa clandestina com mais de 500 pessoas em uma mansão nos Jardins.

Alcoolizada e sem máscara de proteção, Liziane surgiu gritando com policiais. “Vocês são uns merdas, sabe por quê? Alexandre Frota assediou todo mundo nessa porra“, disse ela. “Vai tomar conta de quem torra. Vai pra favela, caralho. Vai pegar na favela, e vocês assumem“, continuou.

A saber, alguém de bom senso neste país está interessado em defendê-la pelo entretenimento? E isso não quer dizer que a emissora esteja preocupada. Pelo contrário. Mas fica escancarado que os tempos são outros e as subcelebridades que antes predominavam neste gênero de programa, agora perdem ou disputam a vez com influenciadores e/ou figuras públicas que não desempenham qualquer função no meio artístico, caso também de Mileide Mihaile, ex de Weslley Safadão.

A regra agora é bem clara: apostar em quem gera buzz. Mais que ser um sucesso comercial, a atração precisa estar na boca do povo, custe o que custar. E nenhum dos lados perde. , Mas é muito questionável ver a emissora ir no mais baixo na escala do ódio para encontrar um simples participante de reality. Como exemplo temos também a expoente do OnlyFans, Raissa Barbosa, da temporada passada. E deu certo!

A coluna descobriu que a modelo também coleciona algumas confusões com celebridades. Em 2015 ela saiu no site de fofocas TMZ após acusar o cantor Jason Derulo de levá-la para Las Vegas e abandoná-la no local após ela se recusar a fazer sexo com ele. Na época ela morava nos Estados Unidos.

No ano seguinte, a morena surgiu novamente nas manchetes ao afirmar que levou soco no rosto de Chris Brown, mas o caso foi arquivado por falta de provas e não chegou a levar o cantor a cadeia. Agora é aguardar e se surpreender com os próximos nomes.

***As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio