Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
SIC 30 anos

Em ação inédita no mundo, emissora de TV vai promover mega-crossover entre suas maiores novelas

Nazaré (exibida pela Band) e Laços de Sangue (com supervisão de Aguinaldo Silva) já estão confirmadas

Publicado em 22/03/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A SIC, um dos principais canais de TV aberta em Portugal, comemorará seu 30º aniversário com uma megaprodução de teledramaturgia que reunirá personagens de suas maiores novelas, como Nazaré (recém-exibida pela Band), Terra Brava (2020), Laços de Sangue (assinada por Aguinaldo Silva na supervisão) e Amor Amor (2021), títulos revelados até o momento.

Daniel Oliveira, diretor de Entretenimento da SIC, anunciou com entusiásmo a grande novidade na semana passada. “É um projeto de ficção inovador, uma novela que será um ‘super crossover’ da história da ficção da SIC.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Vamos juntar no mesmo projeto personagens tão diversas de Amor, Amor, da Nazaré, da Terra Brava e Laços de Sangue. É uma homenagem à representação e à autoria num mesmo projeto”, salientou ele.

Carolina Loureiro interpreta Nazaré (Reprodução: SIC)

Ídolos está de volta!

“Estamos a 30 semanas dos 30 anos da SIC e decidimos sinalizar este momento com uma série de iniciativas”, continuou ele sobre o projeto que se estenderá até meados de outubro.

A volta do programa Ídolos ao canal também será aposta da temporada. “Vamos regressar com o Ídolos, que está indexado a essa ideia dos 30 anos, porque queremos celebrar o melhor que a SIC teve e olhar o futuro com a renovação que fizemos no formato”, acrescentou.

O maior crossover de novela brasileira

Em 1987, uma mininovela, quase uma série, de nome Expresso Brasil, homenageou vários personagens e novelas produzidas pela Globo.

Entretanto, em sua maioria eram trabalhos e personagens criados por Dias Gomes. uma ousada campanha publicitária, o Grupo Têxtil Vicunha encomendou à Globo

Uma ideia que partiu de Eduardo Fischer, da agência Fischer, Justus, Young & Rubican. A produção teve apenas 40 capítulos com 2 minutos de duração cada, apresentada de segunda à sábado entre o Jornal Nacional e a novela das oito da época, O Outro.

Paulo José assinou a direção, já o texto ficou por conta de Dias Gomes – que inclusive participou do último capítulo.

A história de Expresso Brasil

Uma locomotiva em viagem era o ponto de encontro de vários personagens de novelas famosas. Assim, Paulo Gracindo reviveu o bicheiro Tucão, de Bandeira Dois, e o prefeito Odorico Paraguaçu, de O Bem-Amado. Lima Duarte voltava como o matador Zeca Diabo, de O Bem-Amado, e o Sinhozinho Malta, de Roque Santeiro.

Também entraram em cena 3 personagens de Cassiano Gabus Mendes vividos por Luis Gustavo: o cego Léo, de Te Contei?, o detetive Mário Fofoca, de Elas por Elas, e o costureiro Victor Valentim, de Ti-ti-ti. E ainda 3 personagens da novela Gabriela: Nacib (Armando Bógus), Maria Machadão (Eloísa Mafalda) e Tonico Bastos (Fúlvio Stefanini).

Segundo informações do site Teledramaturgia, Luís Magnelli e Luísa Brunet viveram os únicos personagens inéditos da história: ele era o bilheteiro do trem, e ela, uma bela misteriosa.

Ao final, os personagens de Dias Gomes descobrem que seu próprio criador está na viagem e resolvem tirar satisfação de seus destinos com o autor. O encontro do criador com as criaturas finaliza a novela. O tema de abertura era “O Trenzinho Caipira” do Villa-Lobos.

SIGA ESTE COLUNISTA NAS REDES SOCIAIS: INSTAGRAM E TWITTER

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....