Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Opinião

BBB 22 enche cofre da Globo mas só é mais uma grande porcaria na TV

Enfraquecida, atual temporada vira ilusão na cabeça de espectadores

Publicado em 19/02/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Antes mesmo de estrear em 17 de janeiro, o BBB 22 já havia batido recorde publicitário dentre todas as edições, com faturamento de R$ 600 milhões. E naturalmente, bem como acontece todo ano em torno de quem seriam os novos participantes, e claro, diante do que representou as duas temporadas anteriores, a Globo alimentou expectativas a medida que a temporada se aproximava.

Goste ou não, o BBB 22 ainda monopoliza ranking de buscas na internet, perdendo apenas para assuntos de novela, é tema principal nas redes sociais e dá engajamento aos mais diversos setores. Muita gente têm se aproveitado um pouco da atração para alcançar algum tipo de relevância, mesmo que temporada passe bem longe de cumprir seu papel.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Quase um mês após a estreia, o que podemos concluir é que a grande sorte foi mesmo de quem tentou, sonhou e não entrou no programa. A medir pelos pouquíssimos acontecimentos até aqui, que por sua vez são potencializados por atrações da RedeTV!, Band e SBT, o BBB 22 se tornou pedante e às vezes odiável.

Programa enfraquecido e espectador burro

A popularidade de ser o maior reality show do país e incapacidade da concorrência é o que ainda credita o programa com o brasileiro. Mas convenhamos, que baita perda de tempo, não?

As figuras ali isoladas do mundo entraram assessoradas, mediadas pelo hype das redes sociais, forçando memes e situações vexaminosas, além do pouco compromisso com o jogo.

Psicanalistas dizem que o prazer pela repetição pode causar comportamentos equivocados no ser humano. As pessoas tentam estratégias para atingir um objetivo mas acabam atingindo o oposto, elas não aprendem com a experiência. É o efeito que o BBB 22 está causando: as pessoas buscam incansavelmente na atual temporada coisas dos anos anteriores que não vão encontrar, jamais.

Para a coluna, aquele experimento do confinamento a fim de testar como cada perfil se comporta diante de situações imprevistas a troco de um bom dinheiro deixou de ser interessante quando o programa foi sucumbido por torcidas organizadas.

Embalagem enganosa

Para a coluna, aquele experimento do confinamento a fim de testar como cada perfil se comporta diante de situações imprevistas a troco de um bom dinheiro deixou de ser interessante quando o programa foi sucumbido por torcidas organizadas.

A embalagem do BBB é muito atraente e mexe com o imaginário. Para pegar pelo emocional a Globo ainda criou uma edição com pegada sustentável. Criou-se uma esfera onde aparentemente todos as tribos, etnias, sexualidade e credos são bem aceitos, quando a realidade é completamente outra.

Do outro lado do muro os olhos da emissora estão voltados para o público cada vez mais radical e intolerante. Quanto mais cancelado um participante for, melhor para a audiência. O sobrevivente ao cancelamento, entretanto, é elevado a patamares inimagináveis.

Nesse vai e vem de temporada, é mais que natural que uma vá melhor que a outra, mas o BBB que vemos hoje nada mais é que um ledo engano, uma ilusão. E como brasileiro adora ser feito de trouxa, a tendência é que a audiência melhore daqui até a final. Boninho é só felicidade, já você (?).

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

SIGA ESTE COLUNISTA NAS REDES SOCIAIS: INSTAGRAM E TWITTER

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....