Bake Off Brasil perde a identidade ao descer o nível e focar em barracos

Sucessão de equívocos faz o SBT capengar na audiência

Publicado em 26/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A trágica estreia da sétima temporada do Bake Off Brasil, ocorrida no último sábado (24), não é apenas reflexo do caminho equivocado dado pela direção do programa como também um sinal de alerta do próprio público para com o formato – que em temporadas iniciais ocupava o topo no ranking dos programas mais assistidos do SBT.

A queda brusca de audiência, em mais de dois pontos de diferença em relação a estreia da temporada anterior, compõe uma série de fatores que tem afugentado o público: os barracos inconsistentes, edição menos caprichada e a direção insegura são os três pontos a se destacar.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Bake Off Brasil sempre foi um programa que primou pela qualidade técnica, o alto nível dos competidores e as histórias contadas ali: elementos que foram fundamentais para fidelizar o público no horário e que serviu também para aproximar a própria emissora da ala carente de um programa do gênero.

Mas o nível da maior cozinha de confeitaria da televisão brasileira declinou consideravelmente após a direção optar por seguir padrões de realities com outro foco. Desde então, as receitas espetaculares, os acabamentos criativos, o coleguismo na hora do sufoco, os recheios que aguçavam o delírio e a vontade do espectador, deram lugar a muita gritaria, troca de ofensas e situações constrangedoras.

A impressão que temos, é que o Bake Off Brasil perdeu completamente o propósito de sua existência. A identidade sólida, uma marca bem vista dentro e fora do próprio SBT, foi destruída tão rápido quanto se fez. O que é muito lamentável, é claro.

A boa seletiva dos participantes ainda não parece ser o suficiente para estancar o estrago causado pela mudança irresponsável do formato. Se há tempo de salvar o Bake Off Brasil? Só uma mente sana e o tempo dirá. O trio que conduz a atração, liderado com excelência por Naja Haddad, perdeu o tom junto com o programa.

Beca Milano e Olivier Anquier caíram no mecanismo falho de assumir uma identidade que não é a deles. Falta um pouco mais de personalidade, inovação e a empolgação de outros tempos. O Bake Off Brasil é o único programa do SBT que destoa de toda a grade da emissora e está vários degraus acima do que se vê por ali. E muito disso, repito, pela sua qualidade. Por isso merece atenção e melhores cuidados.

* As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade do seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio