Angelina Muniz lamenta novas diretrizes na dramaturgia da Record TV: “Começo do fim”

Emissora quer roteiristas mais alinhados com a ideologia da Igreja Universal do Reino de Deus

Publicado em 22/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Atriz símbolo da dramaturgia da Record TV e uma das grandes veteranas da atuação, Angelina Muniz , de 65 anos, através de uma publicação no Instagram, demonstrou sua indignação com os rumos que o departamento da emissora do bispo Edir Macedo tem tomado.

Ao descobrir a demissão da autora Paula Richard, responsável pelos sucessos Os Dez Mandamentos (2015), O Rico e Lázaro (2017) e Jesus (2018), Angelina compartilhou a notícia com a seguinte legenda: “Que triste!!! Começo do fim!
Namastê.”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Paula Richard foi dispensada pela emissora juntamente com Camilo Pellegrini. Em seu perfil pessoal no Twitter, Pellegrini confirmou que seu contrato com a Barra Funda expira em setembro e não será renovado. Colaborador de Edir Macedo desde 2006, ele teve em Jornada de Abraão, quinta fase de Gênesis, seu primeiro trabalho como autor titular na casa.

Queridos, tô saindo da Record no mês que vem, na pista de novo. Fui feliz lá, muita experiência e algumas vitórias, mas confesso que tô animado para escrever sobre outras coisas…“, informou o roteirista através do microblog.

Paula Richard, por sua vez, tinha um folhetim sobre a vida do rei Salomão engatilhado para 2022. O projeto será mantido como uma das fases de Reis, nova novela bíblica que está sendo desenvolvida por Raphaela Castro.

A ideia da Record TV é apostar em roteiristas mais alinhados com a ideologia da Igreja Universal do Reino de Deus, a qual, através da direção de dramaturgia exercida por Cristiane Cardoso, tem permeado rigorosamente as narrativas do canal desde 2015.

Ainda sobre Angelina Muniz, a atriz esteve no casting Record TV nos últimos 17 anos. Seu último contrato fixo com a emissora, até então, foi renovado há dois anos e já expirou. O trabalho mais recente de Angelina na casa foi em Jesus.

Na ocasião, ela interpretou Yarin, mulher samaritana convertida por Jesus (Dudu Azevedo) à doutrina do cristianismo. Destacou-se ultimamente também em novelas como Belaventura (2017) e em Os Dez Mandamentos (2015).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio