Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Crítica

Vinheta de fim de ano traduz boa fase da TV Cultura e anuncia um 2022 promissor

Emissora da Fundação Padre Anchieta reforçou elenco e promoveu boas estreias

Publicado em 20/12/2021
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A TV Cultura tem veiculado em seus intervalos uma vinheta de fim de ano que mostra todo o seu elenco. Na peça, é possível ver vários nomes que, nos últimos anos, têm reforçado o time da TV da Fundação Padre Anchieta, como Hélio de La Peña, à frente do Conversa Piada, e Rafael Cortez, apresentador do Matéria Prima. E também aparecem Antonio Fagundes, Daniel de Oliveira e Ilana Kaplan, que estrelarão uma minissérie a ser exibida no ano que vem.

2021 foi um ano muito feliz na programação da TV Cultura. A emissora promoveu boas estreias ao longo do ano, reforçando seu jornalismo e apostando numa linha de shows variada e interessante. Também absorveu talentos que andavam sumidos da TV aberta, como os comediantes do Casseta & Planeta.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Conversa Piada, a nova empreitada dos “cassetas”, foi uma das melhores novidades do ano. O canal acerta ao focar no humor, num momento em que o humor anda em baixa na TV aberta. E acerta mais ainda no formato do Conversa Piada, ao trazer Helio de La Peña, Hubert Aranha, Claudio Manoel e Beto Silva debatendo os assuntos da semana. O noticiário sempre foi o principal motor do Casseta e, no novo Conversa Piada, ele é o protagonista.

Além do Conversa Piada, a TV Cultura também trouxe o Matéria Prima, abrindo um novo espaço para o jovem na televisão, e lançou uma nova linha de programas na faixa das 22 horas, com novidades como Linhas Cruzadas e Estação Livre. Falhou com o Manhattan Connection, que não funcionou no canal, mas, por outro lado, retomou a relevância do Roda Viva, que promoveu ótimas entrevistas.

Para 2022, o canal trará para suas telas mais talentos conhecidos do grande público. Sem contrato fixo com a Globo, nomes como Antonio Fagundes, Daniel de Oliveira, Walderez de Barros, Gabriel Leone, Maria Fernanda Cândido e o diretor Luiz Fernando Carvalho encabeçam a produção de uma minissérie sobre a Independência do Brasil, prevista para setembro. É a volta da TV pública à dramaturgia, com nomes de peso e a promessa de grande produção.

A TV Cultura sempre teve vocação para experimentações e apostas na qualidade, justamente pelo seu caráter público, cultural e educacional. Por isso, é bom vê-la cumprindo esta missão com louvor, reunindo bons nomes e produzindo programas relevantes.

Veja a vinheta da TV Cultura:

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Leia outros textos do colunista AQUI

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....