Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Crítica

Vencedor de A Fazenda 13, Rico Melquiades foi protagonista absoluto em meio a “plantas”

O rapaz ofereceu entretenimento mesmo diante do marasmo do jogo

Publicado em 17/12/2021
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A Fazenda 13 teve alguns momentos tensos, seguidos de outros tantos de pura apatia. No entanto, se havia um personagem que nunca saiu do foco, nos altos e baixos da competição, este foi Rico Melquiades. O rapaz começou rotulado como um dos vilões, mas conseguiu utilizar tal imagem ao seu favor, sobretudo em razão da total inércia dos demais participantes.

Sem desmerecer os demais, mas é fato que grande parte do elenco de A Fazenda 13 prometeu muito e entregou pouco. A “carga explosiva”, anunciada no primeiro episódio da atração, acabou se revelando, no máximo, uma bombinha de festa de São João.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Quem não foi planta, como Solange Gomes e Dayane Mello, acabou servindo como escada para a ascensão de Rico. O participante esteve sempre presente nos momentos mais marcantes da temporada, se posicionou todo o tempo e comprou brigas, muitas delas sem grandes razões. Com isso, virou os holofotes para si e não perdeu o protagonismo.

Com isso, a trajetória de Rico “deu a volta”. Inicialmente, suas atitudes eram irritantes. Mas, com o passar do tempo, elas se tornaram engraçadas. A maneira como respondia aos desafetos, ou até aquele momento em que se tornou fazendeiro e distribuiu as tarefas como um grande plano de vingança, divertiram quem o assistiu.

Ou seja, Rico Melquíades venceu com todos os méritos. Houve um claro esforço para manter algum entretenimento dentro da casa, até mesmo na reta final, quando até mesmo a produção pareceu não mais se esforçar para tirar os participantes do eixo.

No mais, A Fazenda 13 passou longe de ser marcante. Depois de uma 12ª edição muito movimentada, esperava-se algo ainda maior este ano, o que não aconteceu. O grande desafio da produção para a próxima temporada será rever os critérios para a escalação do elenco. O fato de muitos ali não se mostrar disposto a se comprometer no jogo deixou tudo meio morno. A 14ª edição precisará, de fato, de uma “carga explosiva”.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Leia outros textos do colunista AQUI

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....