Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Crítica

Tatá Werneck é o grande nome feminino da TV na atualidade

Dona de um estilo muito próprio, a artista se tornou uma animadora de mão cheia

Publicado em 09/12/2021
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Animadores de televisão estão em falta. Animadoras, então, estão ainda mais! Faltam grandes nomes femininos à frente de programas de variedades e auditório, um terreno ainda muito dominado por homens. Basta olhar o fim de semana da TV, por exemplo, onde encontramos Marcos Mion, Luciano Huck, Celso Portiolli, Rodrigo Faro e cia. Eliana é a única mulher (Fernanda Gentil está por ali, mas deve sair logo).

Neste contexto, a comediante Tatá Werneck vem ganhando um espaço importante. Ela está à frente do Lady Night, no Multishow e na Globo há alguns anos, mas 2021 foi um ano particularmente especial. A temporada recém-encerrada do talk show gerou muita repercussão, graças à extensa lista de estrelas e declarações proferidas naquele palco. Além disso, a participação de Tatá no Prêmio Multishow nesta quarta-feira (8) deixou ainda mais clara a imensa presença da artista.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Por ter se lançado no humor, Tatá Werneck é sempre creditada como humorista. Mas seu trabalho no Multishow mostra que Tatá tem se tornado uma animadora. E das boas. Tanto no palco do Lady Night quanto no do Prêmio Multishow, a moça se mostra à vontade para entreter a plateia com sua metralhadora verborrágica. Ela é magnética e prende a atenção.

Um grande animador é aquele capaz de fazer seu próprio show sem a ajuda de muletas ou pirotecnias. Ou seja, o animador “raiz” está em extinção. Os atuais animadores não têm uma assinatura forte nos programas que comandam, e são cada vez mais dependentes de formatos e atrações. Pois Tatá tem essa assinatura. Ela tem um estilo muito próprio.

Tatá Werneck, por comandar um talk show, precisa de convidados, claro. Mas ela garante o show. Mesmo quando o convidado não rende (alô, Fiuk!), ou quando não é lá muito conhecido, ainda assim é possível assistir ao programa e se divertir com Tatá. Isso é raro.

Por isso, hoje, Tatá Werneck é uma apresentadora, sim, e uma animadora das boas. Seu Lady Night continua sendo um dos melhores programas da TV, e sua performance à frente do show está, a cada ano, mais madura e consistente. A televisão precisa de mais Tatás!

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Leia outros textos do colunista AQUI

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....