Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Crítica de TV

“Grupo dos meninos” sai fortalecido de paredão e deixa BBB 22 ainda mais previsível

O reality show segue cada vez menos interessante

Publicado em 30/03/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A eliminação de Lucas do BBB 22 fortaleceu ainda mais o grupo formado por Pedro Scooby, Paulo André, Douglas Silva e Arthur Aguiar (com “participação especial” de Gustavo). O “barão da piscadinha” não era um jogador de grande rejeição, mas não resistiu à disputa entre Scooby e P.A., deixando evidente a força do “grupo dos meninos”.

Trata-se de uma força surpreendente, se considerarmos que tanto Scooby quanto P.A. não são jogadores de grande participação dentro da casa. O surfista nunca se mostrou comprometido com o game, e até considerou não se colocar em primeiro lugar em seu pódio no mais recente Jogo da Discórdia. Ou seja, Scooby é praticamente uma “planta com carisma”.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

P. A. também não teve grande participação no BBB 22 até aqui. O atleta só se destacou quando engatou um romance com Jade Picon. Mas, além disso, nunca fez grandes movimentações e nem protagonizou grandes momentos. Parece apenas estar no lugar certo, e na hora certa.

Ainda assim, unidos com Arthur, Douglas e Gustavo, os cinco rapazes do BBB 22 se mostram cada vez mais fortes. Se nada mudar, o grupo continuará imbatível no paredão, eliminando os remanescentes do Lollipop e seus atuais “agregados”, que também formam um grupo de cinco: Eslovênia, Eliezer, Linn da Quebrada, Jessilane e Natália.

A casa, então, se divide em dois grandes grupos de cinco, mas há claras diferenças entre eles. Afinal, enquanto os cinco rapazes parecem cada vez mais unidos e dispostos a seguir juntos, o outro grupo está disperso e incapaz de reagir. E isso é ruim para o bom andamento do programa.

Afinal, o BBB 22 está longe de ser a edição mais interessante do reality show. E andando cada vez mais previsível como ele está, a tendência é que o desinteresse fique ainda mais evidente. Ainda temos um mês de programa. Está muito cedo para que o grupo enfraquecido jogue a toalha e o grupo fortalecido já defina um campeão.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Confira outros conteúdos da coluna e do colunista ou entre em contato

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....