Com epidemia, Nos Tempos do Imperador encontra ecos na contemporaneidade

A trama das seis da Globo fala de hoje num contexto de ontem

Publicado em 09/12/2021 19:54
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Nos Tempos do Imperador, Pilar (Gabriela Medvedovski) tem vivido o seu maior desafio desde que se tornou a primeira médica do Brasil. A jovem está na linha de frente no combate a uma doença sem cura, muito contagiosa e que tem matado muita gente. Parece covid-19, mas é cólera.

Com o Brasil vivendo uma epidemia da doença, Nos Tempos do Imperador tem nova oportunidade de trazer à trama de época assuntos contemporâneos, uma especialidade da novela de Thereza Falcão e Alessandro Marson. A trama ganha diálogos e situações que se enquadram tanto naquele tempo, quanto nos dias de hoje.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A epidemia de Nos Tempos do Imperador serve como alerta, como crítica e até como ironia. Ao mesmo tempo em que os personagens surgem falando da importância dos protocolos de segurança, também há quem queira surfar na onda e oferecer “tratamento precoce”. A índole dos personagens envolvidos separa o “joio do trigo”.

Nos Tempos do Imperador já tem em Tonico (Alexandre Nero) uma personificação política que está em voga até nos dias de hoje. A novela, ao mesmo tempo em que faz uma boa crítica à política nacional, também expõe o quanto pouca coisa mudou daquele tempo até hoje. A novela das seis da Globo diverte e faz pensar.

Mais informações, resumos, notícias e curiosidades de Nos Tempos do Imperador

Leia outros textos do colunista AQUI

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio