Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Crítica

Apesar do marasmo, BBB 22 se esforça para manter o interesse do público

Programa acerta com as novas maneiras de formação de paredão

Publicado em 28/02/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Não são poucas as reclamações de espectadores do BBB 22 quanto ao elenco do reality show da Globo. Com um grupo de pessoas pouco interessadas em se comprometer no jogo, o programa, até agora, não conseguiu construir uma narrativa eficiente, o que torna tudo meio tedioso. No entanto, é louvável o esforço da produção da atração para chacoalhar o game.

Não é apenas louvável, como provoca o efeito esperado. Afinal, mesmo com o público reclamando do marasmo, o BBB 22 está longe de ser um fracasso. A audiência vai muito bem, obrigado, e o faturamento continua imbatível. BBB 22, mesmo com o elenco fraco, continua rendendo repercussão. Ou seja, o público reclama, mas continua assistindo.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

E isso é mérito dos esforços da produção em fugir da previsibilidade. Já que o elenco não rende, a produção trata de tirá-lo de sua zona de conforto, planejando novas dinâmicas todas as semanas para surpreender os jogadores e o colocar em estado de alerta. Claro, o elenco é muito fraco e a agitação provocada sempre se revela fogo de palha. Ainda assim, as novas dinâmicas criam algum conteúdo, garantindo o interesse de quem assiste.

A formação do paredão deste domingo (27), por exemplo, foi um exemplo claro deste esforço. O BBB 22 criou uma formação completamente diferente, propondo votos em duplas. Na dinâmica, as duplas que jogaram juntas a prova do líder de quinta-feira (24) deviam entrar em consenso e votar juntas no confessionário.

O voto “peso dois” de Pedro Scooby, que teve este direito por ter vencido a prova do líder com Paulo André, somado ao voto da dupla Viny e Eliezer (que tinham opiniões distintas e acabaram optando por uma “terceira via”, votando em Jessilane. Com isso, Douglas Silva, que era alvo do quarto lollipop, empatou com Larissa. E o líder PA, claro, desempatou, jogando a novata no paredão.

Isso criou um mal-estar imenso entre os jogadores do lollipop, já que caiu por terra toda uma estratégia pensada ao longo de vários dias. Ou seja, a surpresa da dinâmica foi fundamental para a criação de novos conflitos e, consequentemente, novas ações dentro do reality show. O fato de, a cada semana, o BBB 22 alterar a dinâmica da formação do paredão evita um jogo viciado e previsível. Tem funcionado.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Leia outros textos do colunista AQUI

Entre em contato com André Santana AQUI ou AQUI

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....