Samya Pascotto é um dos destaques de Carnaval, filme de sucesso da Netflix

Dona de uma longeva carreira, a atriz tem no currículo também o sucesso De Pernas pro Ar 3 e outro longa para estrear

Publicado em 1/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quem viu Carnaval e tem uma boa memória identificou o rosto da atriz Samya Pascotto. Um pouco antes de o filme da Netflix estrear, a atriz participou da série Todas as Mulheres do Mundo, na TV Globo.

Foi incrível. Trabalhei com a Patrícia Pedrosa (diretora), que era um desejo. Contracenei com Fernanda Torres e tive o privilégio de fazer uma personagem diferente do geralmente me escalam para fazer”, conta Samya, que tem uma trajetória sólida no mundo artístico. Ela, que fez a novela Sangue Bom (2013), não descarta voltar ao folhetim.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Samya Pascotto nos bastidores de Carnaval (Divulgação)

Gostaria de viver novamente a experiência do formato. Acho essa ideia de atravessa cotidianamente a vida das pessoas muito bonita”, explica Samya, que bateu um papo com a coluna. Já viu Carnaval? Se não, fica a fica e vai assistir.

ANDRÉ ROMANO: Você fez uma série na Globo. Como foi participar desse projeto? 

SAMYA PASCOTTO: Fazer Todas as Mulheres do Mundo foi incrível. Trabalhei com a Patrícia Pedrosa (diretora), que era um desejo. Contracenei com Fernanda Torres e tive a oportunidade de fazer uma personagem diferente do que geralmente me escalam pra fazer.

AR: Você tem o desejo de fazer mais televisão?

SP: Tenho sim, fiz novela há algum tempo atrás e eu era uma pessoa completamente diferente. Gostaria de viver novamente a experiência do formato. Acho essa ideia de atravessar cotidianamente a vida das pessoas muito bonita.

AR: O que te instiga como atriz?

SP: Eu gosto do momento de criação. Juntar um diretor, um figurinista, um diretor de fotografia e mais um monte de gente e todo mundo dar seu melhor para criar um sentimento, comunicar uma ideia, contar uma história, um debate.

AR: Carnaval estreou na Netflix e está em alta nos lançamentos. Ficou feliz com o resultado? 

SP: Muito feliz. Acho muito legal termos entrado no top 6 mundial. Nunca imaginei que estrearia em 190 países simultaneamente.

AR: Você tem algo em comum com a sua personagem? O que seria? E o que é mais diferente dela?

SP: A Vivi começa o filme não gostando de Carnaval, mas depois se entrega a festa. Eu não era nada do carnaval e hoje em dia conto os dias pra festa começar. E o mais diferente é que eu nunca li Harry Potter.

AR: Você gosta de carnaval? 

SP: Eu AMO CARNAVAL. CARNAVAL É A MELHOR FESTA DO MUNDO! Ficar na rua, dançando com seus amigos é a coisa feliz que posso pensar nesse momento. Ai, saudades.

AR: Filme aborda muito a relação com redes sociais. Como é a sua relação com as redes?

 SP: Nossa. É complexa. Eu era uma adolescente quando o Instagran surgiu e era só mais uma rede social. Hoje ela é o trabalho de muita gente. Eu gosto de desenhar, escrever e fazer colagens, então ultimamente tenho pensado o Instagram como um canal para as pessoas acessarem outras partes da minha trajetória como artista e que elas não encontrariam se só vissem um filme comigo.

AR: Você tem outros projetos? Pode contar para a gente?

SP: Uma comédia ótima chamada “amarração do amor” que vai estrear no segundo semestre, assim que for mais seguro para as pessoas frequentarem os cinemas. E tem ainda uma série que ainda não posso falar muita coisa. Fora isso estou cada vez mais dedicada à escrita de projetos meus, quero começar a contar minhas histórias, acredito que logo logo esses projetos vão tomar mais forma.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio