Exclusivo

Quem é quem? Conheça os personagens da primeira fase do remake de Renascer (2024)

Trama de Bruno Luperi entra em sua semana decisiva na programação do plim-plim

Publicado em 22/01/2024

Renascer conta a trajetória de José Inocêncio (Humberto Carrão/Marcos Palmeira), um homem obstinado e destemido, e que carrega consigo a coragem e a vontade de se tornar alguém na vida. Não demora muito para ele se tornar uma figura mítica e o fazendeiro mais bem-sucedido da região por seus êxitos como produtor de cacau na região de Ilhéus, no sul da Bahia.

Se por um lado a legião de parceiros como Deocleciano (Adanilo/Jackson Antunes), Jupará (Evaldo Mcarrão) e Inácia (Edvana Carvalho) é grande, por outro, os inimigos de José Inocêncio não dão trégua. De olho nas terras que pertenciam a Cândida (Maria Fernanda Cândido), Belarmino (Antonio Calloni) e Firmino (Enrique Diaz), coronéis que dominam a região pelo poder e violência, não estão dispostos a dividir o espaço e a venda do cacau com o ‘forasteiro’.

CONHEÇA OS PERSONAGENS DA PRIMEIRA FASE DE RENASCER 

José Inocêncio (Humberto Carrão/Marcos Palmeira) – De origem desconhecida, sem posses e sozinho no mundo, chega ao sul da Bahia aos 25 anos, munido somente de coragem, um facão e um diabinho dentro de uma garrafa, que o fecha o corpo e protege das tocaias. Depois de ficar entre a vida e a morte, acaba assumindo as terras de uma viúva do cacau e ali, começa uma revolução na maneira de se plantar aquele fruto precioso. Algum tempo depois, conhece seu grande amor, Maria Santa (Duda Santos), com quem tem quatro filhos: José Augusto (Renan Monteiro), José Bento (Marcello Melo Jr), José Venâncio (Rodrigo Simas) e João Pedro (Juan Paiva), o único que não teve a oportunidade de conviver com a mãe, que morre ao lhe dar à luz. A morte da esposa, arranca a alegria do peito de José Inocêncio, que encrua para a vida, guardando especial rancor de seu filho caçula. Na segunda fase, com 60 anos, torna-se a figura mais respeitada da região por seus êxitos como produtor de cacau. O que nem ele esperava, era ver seu coração voltar a bater depois de todos esses anos, com a chegada da misteriosa Mariana (Theresa Fonseca) em sua vida.   

Quitéria (Belize Pombal), Maria Santa (Duda Santos) e Venâncio (Fabio Lago) em Renascer
Quitéria Belize Pombal Maria Santa Duda Santos e Venâncio Fabio Lago em Renascer

Maria Santa (Duda Santos) – Filha de Venâncio (Fabio Lago) e Quitéria (Belize Pombal) e irmã mais nova de Marianinha, Santinha, como também é conhecida, vive sob as rédeas do pai e da moral conservadora do seu entorno. Quase sem sair de casa, ajuda a mãe nos trabalhos domésticos. No dia que tem autorização para acompanhar o Bumba meu boi, se apaixona perdidamente por José Inocêncio (Humberto Carrão), que se torna seu primeiro e único amor. Amor este, completamente desaprovado pelo pai. Acreditando estar grávida e vivendo em pecado, acaba sendo largada pelos pais na casa de Jacutinga (Juliana Paes), a cafetina da cidade. Lá é acolhida pela dona do bordel, que se torna sua segunda mãe e, mais tarde, parteira de seus quatro filhos: José Augusto (Renan Monteiro), José Bento (Marcello Melo Jr), José Venâncio (Rodrigo Simas) e de João Pedro (Juan Paiva). Maria Santa morre logo após dar à luz o filho caçula. 

Venâncio (Fabio Lago) – Capataz do Coronel Belarmino (Antonio Calloni), é pai de Maria Santa (Duda Santos) e marido de Quitéria (Belize Pombal). Homem bruto, é conhecido na região por ser o ‘miolo’ do boi nas festas do Bumba, uma tradição local. No passado, Venâncio expulsou de casa a filha Marianinha grávida, história que se repete anos mais tarde ao largar a outra filha, Maria Santa, na ‘casa das quengas’, quando ela acredita ter engravidado por obra de um beijo de José Inocêncio (Humberto Carrão). O ‘pai boi’ some no mundo com Quitéria.  

Quitéria (Belize Pombal) – Mulher de Venâncio (Fabio Lago) e mãe de Marianinha e Maria Santa (Duda Santos). Submissa e leal ao marido, Quitéria não questiona suas decisões, mas também não o perdoa por ter expulsado a primogênita de casa. Sente-se cúmplice daquela tragédia.   

Cândida (Maria Fernanda Cândido) – Viúva de um fazendeiro da região que morre enforcado num pé de cacau. Mulher honesta e gentil, se vê às voltas com os negócios do falecido e com a ganância de Coronéis como Belarmino (Antonio Calloni) e Firmino (Enrique Diaz), que insistem em tomar posse das terras afirmando que o marido lhe devia dinheiro. É Cândida quem acolhe o jovem José Inocêncio (Humberto Carrão) entre a vida e a morte em sua fazenda com a ajuda de Inácia (Edvana Carvalho). Depois de entregar suas terras ao forasteiro misterioso, ela decide recomeçar a vida longe dali. 

Cândida (Maria Fernanda Cândido) na primeira fase de Renascer
Cândida Maria Fernanda Cândido na primeira fase de Renascer

Inácia (Edvana Carvalho) nas duas fases – Guardiã e devota de José Inocêncio (Humberto Carrão/Marcos Palmeira) é uma cozinheira de mão cheia. Sensitiva, é dela as premonições que salvaram a vida das inúmeras tocaias sofridas. Mãe de Ritinha (Mell Muzzillo), a quem cria sempre nas rédeas curtas. 

Deocleciano (Adanilo /Jackson Antunes) – Braço-direito e um dos primeiros funcionários de José Inocêncio (Humberto Carrão/Marcos Palmeira). Corajoso e de boa índole, é fiel ao patrão a quem tem muita admiração e respeito. Ao lado de Jupará (Evaldo Macarrão) ajudou o ‘coronelzinho’ a construir seu império. Casado com Morena (Uiliana Lima/ Ana Cecilia Costa), é padrinho de João Pedro (Juan Paiva) a quem considera como o filho que nunca teve. Ou, melhor, o filho que teve em seus braços por um segundo e o destino levou embora. 

Morena (Uiliana Lima/ Ana Cecilia Costa) – Mulher de Deocleciano (Adanilo Reis/Jackson Antunes). Vive em harmonia com o marido e é como uma segunda mãe para João Pedro (Juan Paiva), de quem cuidou e o amamentou após a morte de Maria Santa (Duda Santos). Sempre atenta e de língua afiada, carrega consigo a dor de ter perdido seu único filho em um aborto espontâneo.   

Jupará (Evaldo Macarrão) – Mateiro conhecedor das plantas e árvores, trabalha na fazenda do jovem José Inocêncio (Humberto Carrão). Ao lado de Deocleciano (Adanilo) ajudou também no manejo que tornou próspera as roças de cacau do patrão. É um homem trabalhador e tímido, que conquistou Flor (Julia Lemos), uma das moças da casa de Jacutinga (Juliana Paes), com quem teve Zinha (Samantha Jones).   

Coronel Belarmino (Antonio Calloni) – Influente e poderoso fez fama e fortuna nos tempos áureos do cacau abusando da violência. Com o avanço da vassoura-de-bruxa nas roças de cacau, perde muito dinheiro. A chegada do jovem José Inocêncio (Humberto Carrão) desperta a inveja e ódio do Coronel, conhecido por armar tocaias para se livrar de seus desafetos. Casado com Nena (Quitéria Kelly) é avô de Mariana (Theresa Fonseca), que não chega a conviver com ele, mas é quem terá a missão de anos mais tarde se aproximar do antigo rival para vingar o avô.  

Dona Nena (Quitéria Kelly) – Mulher de Belarmino (Antonio Calloni), Nena carrega as marcas de uma vida ao lado de um homem rude e implacável. Ao ficar viúva e sem rumo, ela aceita a oferta do jovem José Inocêncio (Humberto Carrão) por suas terras e vai embora com os filhos. A sede de vingança pela derrocada de sua família, fez com que Nena criasse a neta, Mariana (Theresa Fonseca), curtida no ódio que ela sentia dos Inocêncio. Fruto das meias-verdades que ela tinha à sua disposição, Mariana cresce em Salvador e volta para a região do cacau para cobrar de José Inocêncio (Marcos Palmeira) o que lhe é de direito nessa história.   

Coronel Firmino (Enrique Diaz) – Fez fortuna atuando como intermediário da compra e venda do cacau na região e, mais tarde, como agiota. Ardiloso, não deixa transparecer suas reais pretensões. O filho, Egídio (Vladimir Brichta), assumirá os negócios depois que Firmino é morto num ajuste de contas que jamais foi esclarecido.   

Padre Santo (Chico Diaz nas duas fases) – Sábio, bondoso e erudito, o Padre é mestre na arte da diplomacia. Testemunha da trajetória de José Inocêncio (Humberto Carrão/Marcos Palmeira) e dos moradores da região, estabelece uma grande amizade com o jovem Pastor Lívio (Breno da Matta), com quem caminhará lado a lado, ajudando toda a gente da região, e lutando por melhores condições para os trabalhadores e assentados.  

Norberto (Matheus Nachtergaele nas duas fases) – Dono da única venda da vila, principal ponto de encontro da região e onde tudo acontece, acaba sendo o detentor de muitos causos e notícias, pra não dizer fofocas. Norberto é do tipo língua solta, e ainda assim, é a quem muitos recorrem quando precisam conversar, aliviar a cabeça ou ir atrás de informação. Dono de um grande coração e, na intimidade, carrega dores do amor e da saudade de dona Jacutinga (Juliana Paes), sua eterna amante, desde o dia em que ela foi embora.   

Juliete (Flavia Barros) – Ambiciosa, é uma das damas da casa de Jacutinga (Juliana Paes). Sempre tentando se colocar em vantagem em relação às demais.   

Jacutinga (Juliana Paes nas duas fases) – Dona da ‘casa das damas’, é uma mulher de grande força e sabedoria. Acolhedora, torna-se uma segunda mãe para Maria Santa (Duda Santos) quando a jovem é abandona à sua porta pelos pais. É ela quem promove o casamento de Maria Santa e José Inocêncio (Humberto Carrão) e realiza o parto dos quatro filhos do casal. Jacutinga tem um carinho especial por Norberto (Matheus Nachtergaele) até o dia que vai embora para nunca mais voltar.  

Jacutinga (Juliana Paes) em Renascer
Jacutinga Juliana Paes em Renascer

Renascer é uma novela escrita por Bruno Luperi baseada na obra de Benedito Ruy Barbosa. A direção artística é de Gustavo Fernandez, direção geral de Pedro Peregrino e direção de Alexandre Macedo, Walter Carvalho, Ricardo França e Mariana Betti. A produção é de Betina Paulon e Bruna Ferreira e a direção de gênero de José Luiz Villamarim. 

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade