No ar em Império, Marina Ruy Barbosa fala sobre personagem: “Sinto que abriu portas para outros trabalhos”

Atriz se prepara para Rio Connection, série internacional da Globo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quando Marina Ruy Barbosa começou a gravar Império, lá em 2014, ela tinha apenas 18 anos. Trabalhando na TV desde os 7, ele já tinha feito inúmeras obras da Globo. A obra de Aguinaldo Silva foi a sua nona novela na casa. Mas, pela primeira vez, a menininha que despontou em Belíssima, de 2005, apareceu na tela como uma jovem provocante e adulta.

Marina mostrou que, com o seu talento e versatilidade, poderia encarnar os mais diferentes tipos. Prova disso foi a série Amorteamo, que veio na sequência de Império, na qual ela fez uma noiva cadáver. “Pela primeira vez, o público me viu num papel mais adulto com a Maria Ísis. E sinto que ela abriu portas para outros trabalhos que eu tenho muito carinho”, explica Marina, que faz questão de dizer que o reconhecimento não veio do nada: “É uma jornada de trabalho. Nada aconteceu de um dia para o outro. Trabalho desde muito nova. Fui crescendo em frente às câmeras e conquistando o meu espaço“, conclui.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Marina atualmente se divide entre a atuação e a bem-sucedida empresa de moda Ginger, que lançou em 2020. Para os fãs, em breve, ele volta à telinha em uma série internacional da Globo em coprodução com Sony, Rio Connection. A seguir, confira o papo exclusivo com essa atriz vocacionada:

ANDRÉ ROMANO: Quem é a Marina Ruy Barbosa?

MARINA RUY BARBOSA: Pergunta difícil essa! É complicado falar de si. Mas eu me vejo como uma mulher que construiu uma carreira sólida e amadureceu muito cedo. Trabalho desde nova, então, sempre lidei com responsabilidades. Amo o que eu faço e sou muito realizada profissionalmente. Agora, com a Ginger, eu dei um outro passo e realizei mais um sonho. Sou uma pessoa que gosta de trabalhar, de criar e estar em movimento.

AR: Qual é a importância da Maria Ísis em sua carreira?

MRB: Foi uma personagem muito importante para mim. Pela primeira vez, o público me viu num papel mais adulto. E sinto que abriu portas para outros trabalhos que eu tenho muito carinho. Logo depois de Império, eu fiz Amorteamo, que é um projeto que tenho a maior alegria de ter feito. Veio a Eliza, de Totalmente Demais, minha primeira protagonista. E sinto que isso é fruto de toda uma história e a Maria Ísis faz parte dela.

AR: Essa personagem foi um divisor de águas em sua carreira, né?

MRB: É uma personagem, como eu disse, importante para a minha história. Definitivamente ela fez as pessoas me olharem com outros olhos e me deu outras oportunidades de trabalho.

AR: Como é assistir a novela como telespectadora?

MRB: É engraçado, porque eu era muito novinha ali. Tinha 18 anos. E já fiz tantos outros trabalhos, tanta coisa aconteceu. Às vezes, tenho a sensação de que nem sou eu (risos). Mas é muito bom ver um trabalho que agradou o público. Quando estamos gravando, é muito difícil acompanhar e assistir. E agora tenho visto cenas que eu nunca tinha conseguido assistir.

AR: O Aguinaldo Silva apostou em você, né?

MRB: Tenho muito carinho pelo Aguinaldo. Ele me deu um mega presente e escreveu essa personagem pensando em mim. Eu o admiro como profissional e gosto muito dele.

AR: Na época da novela, você tinha 19 anos. Hoje, tem 25. Qual o balanço que você faz da sua jornada até aqui?

MRB: É uma jornada de trabalho. Nada aconteceu de um dia para o outro. Trabalho desde muito nova. Fui crescendo em frente às câmeras e conquistando o meu espaço. Tenho orgulho da minha trajetória, dos trabalhos que fiz. Eu me realizei e sigo me realizando como atriz e agora como empreendedora também com a Ginger. Todo o trabalho e esforço valeu a pena.

AR: Como está sendo a preparação para o seu primeiro projeto internacional?

MRB: Esse é um trabalho que eu estou muito empolgada e feliz de estar participando. É uma produção diferenciada. Estou me preparando já há algum tempo, mas não vou dar spoiler (risos). Vocês terão que assistir.

AR: Qual o seu maior sonho?

MRB: Eu acho que é seguir trabalhando, participando de projetos que me instigam, fazer a Ginger crescer.

AR: Você participaria de um reality no estilo BBB?

“Não (risos). Não me imagino participando de um reality show. Lido com a exposição porque ela faz parte da minha carreira e é uma consequência, mas não é a parte que mais me agrada.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio