Exclusivo

Jupará foi assassinado em Renascer? A gente conta tudo!

Trama de Bruno Luperi entra em sua semana decisiva na programação do plim-plim

Publicado em 06/02/2024

Em cenas que estão previstas para irem ao ar em breve em Renascer, Zinha (Samantha Jones) confessará para Morena (Ana Cecília Costa) que José Augusto (Renan Monteiro) foi o culpado  pela morte de Jupará (Evaldo Macarrão). Lembrando que o filho mais VELHO de José Inocêncio (Marcos Palmeira) não foi o responsável pela morte do mateiro.

“(DEOCLECIANO ENCARA ZINHA) Teu painho morreu de nó nas tripa… e aqui num tinha jeito do dotô Zé Augusto operá. (ZINHA LAMENTA A AUSÊNCIA DE SUA MÃE) Uma coisa num tem nada que vê co’a ôtra. Teu painho morreu de nó nas tripa, tua mainha foi reconstruí a vida dela nôtro canto…”, concluirá Deocleciano (Jackson Antunes) sendo sábio.

RESUMO DO CAPÍTULO DO DIA 07 DE FEVEREIRO DE RENASCER

João Pedro pede ajuda a Inácia para que o pai aceite Mariana. Zinha culpa José Augusto pela morte de Jupará. Mariana mexe nas gavetas da sala da fazenda, e Inácia a repreende. José Inocêncio fica desconcertado por Mariana, que confessa ao fazendeiro que é neta de Belarmino. Deocleciano aconselha José Inocêncio a ter cuidado com Mariana. João Pedro se sente traído ao saber que o pai e Inácia já sabiam do parentesco de Mariana com Belarmino, e sente ciúmes ao ver a jovem e José Inocêncio mais próximos.

LEIA TAMBÉM: Qual foi a causa da morte de Jupará em Renascer? A gente conta tudo!

Deocleciano (Jackson Antunes) e Jupará (Evaldo Macarrão) em Renascer
Deocleciano Jackson Antunes e Jupará Evaldo Macarrão em Renascer

Renascer é uma novela escrita por Bruno Luperi baseada na obra de Benedito Ruy Barbosa. A direção artística é de Gustavo Fernandez, direção geral de Pedro Peregrino e direção de Alexandre Macedo, Walter Carvalho, Ricardo França e Mariana Betti. A produção é de Betina Paulon e Bruna Ferreira e a direção de gênero de José Luiz Villamarim. 

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade