Erika Januza interpreta mulher guerreira em Arcanjo Renegado

"Sempre com o coração apertado e dividido entre o orgulho e o medo", diz ela sobre a personagem Sarah

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos últimos anos, Erika Januza vem acumulando ótimos personagens na história da dramaturgia brasileira. Dentre esses tipos, está Sarah, de Arcanjo Renegado, série global que estreia no próximo dia 4 de fevereiro logo após a exibição do BBB

Segundo Januza, Sarah representa várias mulheres desse Brasil, que vivem os amores e os desamores de serem esposas de policiais. “Acho importante falar do que falamos sobre o que trata a série. Na verdade, filmes e séries com temáticas policiais a gente podem discutir muitas coisas, e Arcanjo trouxe vários lados dessa história, como a corrupção, a rotina do policial, a trajetória do bandido. No caso, o meu olhar foi o olhar da Sarah, a minha personagem, que era um olhar da mulher de policial que sofre todos os dias dando parabéns para o seu marido por mais uma operação de sucesso e, ao mesmo tempo, rezando toda noite para que ele volte. Sempre com o coração apertado e dividido entre o orgulho e o medo”, pondera Erika.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Durante o processo Erika ouviu Tambores Xamânicos para entrar no universo da personagem. “Eu ouvia Tambores Xamânicos antes de gravar, porque as cenas de Sarah eram sempre muito fortes, muito sofridas. Ela sempre estava sofrendo por alguma coisa. A vida dessa família junto com o Mikhael é uma trajetória de muitas perdas”, conclui Erika, que vem conquistando o seu espaço a cada personagem. 

Arcanjo Renegado, série original Globoplay, estreia dia 4 de fevereiro na TV Globo e será exibida toda quinta, sempre após o BBB. Criação de José Junior, com direção de Heitor Dhalia, a obra retrata diferentes ângulos da guerra urbana que acomete o Rio de Janeiro: desde as invasões policiais às comunidades até os bastidores da mais alta esfera política do Estado.

Além da trama realista, outro destaque da produção é a trilha sonora, assinada pelo produtor musical Sany Pitbull. Protagonizada por Marcello Melo Jr, o elenco conta ainda com Rita Guedes, Álamo Facó, Erika Januza, Leonardo Brício, Flávio Bauraqui, Danni Suzuki, Lea Garcia, Bruno Padilha, entre outros.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio