“Conseguimos realizar algo tão bonito em tempos tão difíceis”, revela Flávia Alessandra sobre o reencontro entre Helena e Luna

O último capítulo da trama de Daniel Ortiz será exibido no próximo dia 16 de julho

Publicado em 6/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio


Flávia Alessandra 
que está no ar em Salve-se Quem Puder no papel da misteriosa Helena Santamarina comemora o desfecho da personagem que finalmente terá o seu final feliz ao lado de Luna, sua filha biológica

“O Daniel (autor) se superou em termos de narrativa, emoção. Chegou um momento da cena em que caía a ficha. Quando tudo se concretiza, foi uma mistura do sentimento da Helena e da Flávia. Eu já estava louca para extravasar amor, carinho. Me deu uma coisa de soluçar, chorar. Conseguimos realizar algo tão bonito em tempos tão difíceis. Foi muito emocionante”, relata Flávia sobre a do reencontro entre Luna e Helena.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com certeza, a descoberta de que a Fiona é a Luna, a filha que ela acreditava estar morta. É uma cena bem forte e emocionante. Exigiu bastante de mim e da Ju (Paiva), porque precisávamos de uma concentração e de uma carga de emoção enormes. Helena acreditava que a filha estava morta há tantos anos e convivia com aquele fantasma do passado. E ela ganha uma nova chance ao descobrir que a filha está viva”, revela Flávia sobre a cena que foi ar na última segunda-feira, dia 05 de julho.

Mário (Murilo Rosa), Luna (Juliana Paiva) e Helena (Flávia Alessandra) de Salve-se Quem Puder (Divulgação)

Sobre a trajetória da empresária na trama de Daniel Ortiz, Flávia é objetiva. “É a história de uma mulher presa pelo seu passado e que precisa se reconectar com sentimentos tão importantes para a vida. Adoro a trama da Helena. Ela é muito interessante e me permitiu explorar vários caminhos durante a trama”, conclui.

Flávia Alessandra e Juliana Paiva em cena de Salve-se Quem Puder (Reprodução/Globo)

Questionada sobre o beijo fake entre Helena e Mário (Murilo Rosa), Flávia revela que está curiosa em ver as cenas de intimidade do casal no ar. Já que devido ao aumento de casos de Coronavírus (COVID-19) no País, a troca de carícias entre eles foram feitas de forma virtual (com uma placa de acrílico no meio). “Essa retomada trouxe muitas coisas novas para o nosso ofício. Uma delas, com certeza, foi o uso de recursos em cenas que antes eram comuns no nosso dia a dia de trabalho. Nunca tinha feito um beijo virtual antes e foi uma experiência bem inusitada”, relembra. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio