Babu Santana celebra retorno às novelas: “Foi um recomeço”

O ex-BBB entra na trama de Daniel Ortiz na próxima quinta-feira, dia 17 de junho

Publicado em 11/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na próxima quinta-feira, dia 17 de junho, Babu Santana entrará em Salve Quem Puder no papel de um policial federal que tentará desvendar o mistério relacionado a morte do Juiz Vitório (Ailton Graça) que foi assassinado no México por Dominique (Guilhermina Guinle).

Em um papo exclusivo com a coluna, o ‘paizão’ falou de seu personagem na trama de Daniel Ortiz e de sua participação no BBB 20. “Nanico é um personagem com muito humor. Uma coisa que eu sempre aprendo com os meus personagens é trabalhar com intensidade, com verdade. É sempre dar uma profundidade maior às nuances. As gravações, bem diferentes em função dos protocolos de segurança, foi outra experiência. Uma outra logística em que a nós mesmos fazíamos a maquiagem e vestia o figurino sem auxílio.  Consegui me virar bem com o nó na gravata do Nanico porque já havia aprendido com os outros personagens”, revela.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nanico ( Babu Santana), Alexia/Josimara (Deborah Secco), Luna/Fiona (Juliana Paiva) e Kyra/Cleyde (Vitória Strada) – (Divulgação/Globo)

Esse é o primeiro trabalho de atuação que Babu Santana faz após deixar a casa mais vigiada do Brasil. “Acho muito bacana esse carinho do público. Principalmente a galera mais jovem, acha que eu comecei ali no ‘BBB 20’ e outras pessoas que já me acompanham há algum tempo. Estou muito ansioso e quero superar as expectativas. Foi um recomeço. Retomar a rotina de decorar textos, estudar e pisar num set novamente. Espero que eu consiga transferir para quem irá me assistir, todo o prazer que eu tenho em trabalhar atuando”, ressalta Babu que segue contratado pela Globo. A seguir, confira a entrevista com esse ator adorado: 

ANDRÉ ROMANO: Na época que você estava no BBB já surgiram as notícias de que você seria convidado para fazer a novela. Como surgiu realmente o convite para a novela? Foi através do Daniel Ortiz? Quando aconteceu?

BABU SANTANA: O convite surgiu através do Daniel Ortiz. Uma das coisas que as pessoas mais falavam pra mim quando saí da casa é que o Daniel puxou uma torcida muito grande pra mim publicamente com o desejo de ter a minha participação na novela. Estou muito feliz por ter dado vida ao Nanico. É  a primeira vez na minha vida que tenho um autor torcendo por mim. Então é bacana que essa pessoa escreva pra mim. Então fiquei muito feliz de fazer parte do time.

AR: O que você sentiu quando foi finalmente convocado para gravar Salve-se Quem Puder?

BS: Eu senti uma felicidade imensa. Uma das minhas maiores preocupações dentro da casa do BBB era me manter depois e viver da minha profissão ainda mais no meio de uma pandemia mundial. Foi uma emoção muito grande comparável talvez com as maiores felicidades que eu tive na vida. Foi uma felicidade muito intensa.

AR: Entre o convite e o início das gravações, você esperou vários meses, né? Como foi começar a gravar uma novela que já estava no ar e que foi interrompida pela pandemia e voltar ao trabalho depois de tantos meses? 

BS: Foi interessante. Uma redescoberta dos caminhos, reaprendendo , refazendo tudo e foi bem intenso.

AR: Você chegou a gravar algum beijo virtual?

BS: Não cheguei a gravar não.

AR: Você ficou confinado para poder participar de cenas com maior contato físico. Se sim, como foi a experiência?

BS: Não precisei ficar confinado (de novo) não. Deve ser uma experiência estranha. Imagina? Depois do ‘BBB 20’ ter de ficar confinado de novo?

AR: Você fez alguma preparação especial para viver o Nanico?

BS: Não fiz nenhum trabalho específico de preparação. Eu pesquisei muito sobre o universo da Polícia Federal, comportamento e etc. E o Nanico é um cara sério. Eu comecei a pesquisar os elementos através do texto do Daniel… pela primeira vez eu comecei a ter contato com o texto quase pronto. Eu vi pouca transformação dele. Aproveitei a quarentena para esse trabalho mais técnico de pesquisa.

AR: O que mais aprendeu com a personagem?

BS: Ele é um personagem com muito humor. Uma coisa que eu sempre aprendo com os meus personagens é trabalhar com intensidade, com verdade. É sempre dar uma profundidade maior às nuances. As gravações, bem diferentes em função dos protocolos de segurança, foi outra experiência. Uma outra logística em que a nós mesmos fazíamos a maquiagem e vestia o figurino sem auxílio.  Consegui me virar bem com o nó na gravata do Nanico porque já havia aprendido com os outros personagens.

AR: Se pudesse apontar uma cena ou momento marcante durante as gravações, qual seria?

BS: Minha primeira cena com a Grace, com o Rafa? Foi muito legal. Eu vi no Globoplay os capítulos que tinham sido exibidos antes da pandemia e na época que eu estava no ‘BBB 20’. Revi toda a novela antes de começar a gravar. Então quando eu fui fazer as primeiras cenas com eles foi muito bacana o contato com a galera. Foi um alívio!

AR: Qual o balanço que você faz deste trabalho? E como está a parceria com a Grace e o restante do elenco?

BS: Eu admiro a Grace de muitos anos. Foi um privilégio dividir cenas com ela e com todas as meninas. Reencontrar o Fred (Mayrink, diretor). Ele foi o primeiro diretor com quem trabalhei na Globo na época do Linha Direta. Esse ano de 2020 foi um ano muito atípico para todo mundo. Mas eu não posso me queixar.

AR: O que o público pode esperar da segunda temporada de ‘Salve-se’, especialmente do Nanico?

BS: Muita diversão e confusão. O Nanico é um figurão. As pessoas podem esperar um cara sóbrio, sério… será? (risos). Ninguém pode perder.

AR: Há muita curiosidade e expectativa do público para te ver atuando novamente em novelas após o BBB 20. Você também sente isso? Qual é a sua expectativa?

BS: Acho muito bacana esse carinho do público. Principalmente a galera mais jovem, acha que eu comecei ali no ‘BBB 20’ e outras pessoas que já me acompanham há algum tempo. Estou muito ansioso e quero superar as expectativas. Foi um recomeço. Retomar a rotina de decorar textos, estudar e pisar num set novamente. Espero que eu consiga transferir para quem irá me assistir, todo o prazer que eu tenho em trabalhar atuando.

AR: Qual a importância da participação no BBB para a sua trajetória como figura pública e ator?

BS: O ‘BBB 20’ superou todas as minhas expectativas. Por que antes era mais um programa, mas virou ‘o’ programa porque me proporcionou uma projeção nacional. O grande “brasilzão’ não me conhecia. E o “BBB 20” por ser um programa já tradicional na tv brasileira e me fez entrar na casa de tantos brasileiros e agora essa mesma galera poderá acompanhar meu trabalho na novela. Espero ser representante dessa galera simples por um bom tempo. Eu amo fazer o que faço. A importância do “BBB” foi ganhar tanto carinho e amor do público. E foi direcionado pra mim, não para nenhum personagem. Isso é muito lindo.

AR: Quais são seus planos após a novela? E o que você espera para 2021?

BS: Penso em retomar o projeto do Nós do Morro , grupo de teatro do Vidigal. Pretendo me reagrupar com eles novamente e levantar voo superando todas as dificuldades causadas pela pandemia no setor da cultura. Também pretendo fazer cinema e torcendo pela vacina chegar logo para todos. Acabei de lançar um selo musical, Paizão Records, e estou produzindo novas bandas.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio