Exclusivo

Após reviravolta inesperada, Caio enterra Aline viva e ganha um novo amor em Terra e Paixão: “Acabou!”

Folhetim das nove da Globo entra em sua semana decisiva na programação do plim-plim

Publicado em 15/10/2023

Em cenas que estão previstas para irem ao ar em breve em Terra e Paixão, Caio (Cauã Reymond) surtará ao flagrar Aline (Barbara Reis) aos beijos com Jonatas (Paulo Lessa) em um dos cômodos da pensão de Lucinda (Débora Falabella).

Após esse fato, o herdeiro de Agatha (Eliane Giardini) engatará um romance com Iraê (Suyane Moreira). “Eu precisava contar o sonho que tive… Lembrei que a gente brincava junto quando era guri. Me desculpa por não lembrar disso antes. A gente era tão amigo..”, dirá o bronco prestes a beijar a indígena. “(IRAÊ ENCARA CAIO COM DOÇURA) Caio agora sabe do sentimento… Que ficou guardado pela vida toda”, finalizará a filha de Jurecê (Daniel Munduruku) ABRAÇANDO CAIO.

Ajuda inesperada

Aline (Barbara Reis) cairá para trás ao recuperar as suas terras com a ajuda de Caio (Cauã Reymond). Já que o depoimento do bronco será essencial durante a batalha judicial pelas terras da PROFESSORA. 

“(CAIO ENCARA A JUÍZA) Por culpa da cobiça desmesurada do Antônio La Selva, que por acaso é meu pai, eu acabei perdendo a mulher que é o amor da minha vida. (…) Meritíssima Juíza, todo mundo aqui sabe que a Aline nunca quis vender as terras dela e que o meu pai sempre quis comprar. A Irene deu esse golpe na Aline só pra dar esse presente pra ele! O meu pai e a mulher dele são capazes de tudo pra conseguir o que querem. E, como eles têm poder e dinheiro, passam por cima de todo mundo”, relatará o bom moço SENDO LEAL.

LEIA TAMBÉM: Após acabar com a vida de Aline, Antônio morre do coração ao descobrir quem matou Daniel em Terra e Paixão

Aline (Barbara Reis) e Caio (Cauã Reymond) de Terra e Paixão
Aline (Barbara Reis) e Caio (Cauã Reymond) de Terra e Paixão

Terra e Paixão é uma novela criada e escrita por Walcyr Carrasco. A obra é escrita com Márcio Haiduck, Vinícius Vianna, Nelson Nadotti e Cleissa Regina. A direção artística é de Luiz Henrique Rios com direção geral de João Paulo Jabur e direção de Tande Bressane, Jeferson De, Joana Clark, Felipe Herzog e Juliana Vicente. A direção de gênero é de José Luiz Villamarim e a produção é de Raphael Cavaco e Mauricio Quaresma.