Após morte do Comendador, Maria Marta se culpa: “Sou uma cretina!”

Trama de Aguinaldo Silva entra em sua reta final nas próximas semanas

Publicado em 17/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Império entra em sua reta final nas próximas semanas. E para não perder o costume, a coluna relembra o desfecho de Maria Marta (Lilia Cabral) na trama de Aguinaldo Silva que se tornou um fenômeno de audiência quando foi exibida pela primeira vez em 2014/2015. 

Marta se culpará ao descobrir que seu primogênito matou o próprio pai com um tiro nas costas. “Sou culpada sim! Sou uma cretina… Agi sem perceber que em vez de amor, estava alimentando a minha cria com ódio!… Nunca pensei que nossas vidas, nossa família, nosso Império ia acabar assim… afundado num oceano de desgraças!”, dirá a megera com lágrimas nos olhos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Zé Alfredo descobrirá que José Pedro (Caio Blat), é na verdade, Fabrício Melgaço, o vilão da história. Isso deixará o Comendador transtornado a ponto de ‘tentar’ matar o próprio filho. “Que mulher amaldiçoada que eu sou, sempre fazendo escolhas tortas e sofrendo feito uma condenada ao corredor da morte! Foi assim no meu primeiro casamento, no segundo… até na hora de dar amor ao filho dileto eu errei… E em todas as vezes, perdi e fui humilhada”, dirá Maria Marta que ficará viúva do Comendador.

Maria Marta (Lilia Cabral) de Império (Divulgação/Globo)

Após a cremação de Zé Alfredo, a víbora descobrirá que o marido deixou boa parte de sua fortuna para a amante. “Maria Isis… já que ela, por força do documento deixado por José Alfredo, também se tornou uma das sócias da Império”, dirá viúva oficial do Comendador.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio