Exclusivo

Após fazer amor sem proteção com bonitão misterioso, Irene encara o seu pior pesadelo em Terra e Paixão: “Não me mata!”

Novela de Walcyr Carrasco entra em sua semana decisiva na programação do plim-plim

Publicado em 06/11/2023

Após flagrar Irene (Gloria Pires) fazendo sexo com Vinícius (Paulo Rocha) em um MOTEL BARATO, Antônio (Tony Ramos) ameaçará a infiel com um revólver. A cena em questão irá ao ar em breve em Terra e Paixão.

“(ANTÔNIO COM A ARMA APONTADA PARA IRENE) Agora vou cuidar de você, Irene. Mas não precisa ter medo, a arma é só pra facilitar a conversa. Eu ainda não decidi o que eu vou fazer pra você pagar pela humilhação que você me fez passar. A cidade inteira deve tá falando dos chifres que eu levei da piranha que eu tirei da vida, pra ser minha mulher. Onde é que eu tava com a cabeça no dia que eu tirei você daquele bordel? Você nunca deixou de ser uma mulher da vida!”, dirá o crápula sendo contido pela IMPERATRIZ DA SOJA.

“(IRENE FURIOSA) E você não passa de um hipócrita, como todos os homens da sua laia. Por acaso, você se acha melhor que eu, Antônio? Justo você, que teve não sei quantas amantes? Como você acha que eu me sentia, tendo que me deitar do seu lado, sabendo que você tinha acabado de sair dos braços de outra mulher? Aquela Berenice e tantas outras… E daí que você é homem? Você não passa de um machista ridículo! E agora, pra coroar a sua carreira, você tratou de levar pra cama a ordinária da Agatha!”, finalizará Irene desarmando o corno. Vale salientar que a INFIEL sairá ILESA dessa situação.

LEIA TAMBÉM: Jogada na lama, Irene La Selva tem segredo macabro desvendado em Terra e Paixão: “Que nojo!”

Antônio (Tony Ramos), Vinícius (Paulo Rocha) e Irene (Gloria Pires) em Terra e Paixão
Antônio (Tony Ramos), Vinícius (Paulo Rocha) e Irene (Gloria Pires) em Terra e Paixão

Terra e Paixão é uma novela criada e escrita por Walcyr Carrasco. A obra é escrita com Márcio Haiduck, Vinícius Vianna, Nelson Nadotti e Cleissa Regina. A direção artística é de Luiz Henrique Rios com direção geral de João Paulo Jabur e direção de Tande Bressane, Jeferson De, Joana Clark, Felipe Herzog e Juliana Vicente. A direção de gênero é de José Luiz Villamarim e a produção é de Raphael Cavaco e Mauricio Quaresma.