Exclusivo

Após escapar da morte, Cândida revela segredo bombástico para Caio em Terra e Paixão

Mistério guiará o folhetim de Walcyr Carrasco até janeiro de 2024

Publicado em 24/05/2023

Em cenas que estão previstas para irem ao ar em breve em Terra e Paixão, Cândida (Susana Viera) contará para Caio (Cauã Reymond) que Jonatas (Paulo Lessa) é seu irmão biológico. Já que Gentil (Flávio Bauraqui) foi amante de Agatha (Bianca Bin) no passado.

“Jonatas (Paulo Lessa) provoca um confronto entre o pai e Antônio (Tony Ramos). Gentil (Flávio Bauraqui) conta que Jonatas é filho da primeira mulher de Antônio. De antes de seu casamento. Da mãe de Caio. Tiveram um caso de amor, e ela viajou para ter o bebê secretamente. Portanto, Jonatas é irmão de Caio. E Caio, na verdade, nunca foi responsável pela morte da mãe. Na primeira gravidez, Agatha (Bianca Bin) foi advertida de que não poderia ter mais filhos. Mas ela, por amor a Antônio e ao bebê, insistiu em levar a gravidez até o fim”, pontua Walcyr Carrasco em seu texto.

Do mal

De acordo com a sinopse original de Terra e Paixão, Irene (Gloria Pires) é a grande vilã do folhetim das nove da Globo. “A grande vilã da história de fato é Irene. É ela quem dá ideias a Antônio (Tony Ramos) para destruir Aline (Barbara Reis). É Irene que, em todas as ocasiões, vai botar a culpa em Caio (Cauã Reymond), fazendo com que a raiva de pai contra filho aumente. Irene também irá prejudicar outras pessoas da cidade. Mas ela tem uma vantagem: é adorada pelo filho, Daniel (Johnny Massaro), que a vê como a melhor mãe do mundo”, descreve o dramaturgo em seu roteiro.

Irene (Gloria Pires) e Cândida (Susana Vieira) em Terra e Paixão
Irene (Gloria Pires) e Cândida (Susana Vieira) em Terra e Paixão

Terra e Paixão é uma novela criada e escrita por Walcyr Carrasco. A obra é escrita com Márcio Haiduck, Vinícius Vianna, Nelson Nadotti e Cleissa Regina. A direção artística é de Luiz Henrique Rios com direção geral de João Paulo Jabur e direção de Tande Bressane, Jeferson De, Joana Clark, Felipe Herzog e Juliana Vicente. A direção de gênero é de José Luiz Villamarim e a produção é de Raphael Cavaco e Mauricio Quaresma.