The Masked Singer Brasil foi a grande novidade da TV em 2021

Ivete Sangalo deu um show no comando da competição musical

Publicado em 21/10/2021 20:29
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na última terça-feira (19) foi ao ar a final do The Masked Singer Brasil, a atração pode ser considerada como a grande novidade da TV em 2021. O ano foi marcado por reprises e sem grandes novidades na programação televisiva, os únicos programas que deram o que falar durante o ano foram o BBB 21 e A Fazenda 13, porém não trouxeram grandes novidades.

O programa veio no momento certo, já que o país atravessa tempos difíceis, seja na política, economia e principalmente na saúde, a atração comandada por Ivete Sangalo veio para quebrar o clima tenso que o pais enfrenta, trazendo entretenimento de qualidade para o povo brasileiro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O The Masked Singer Brasil voltou com os musicais da TV, já que atualmente não temos atrações com apenas esse tipo de conteúdo, o que era muito comum na TV nos de 1980 e 1990, com a chegada da internet, atrações musicais foram sumindo da TV e ganhando cada vez mais força na web e plataformas digitais.

A competição musical foi o maior acerto do ano da Globo, uma produção extremamente caprichada, desde o cenário que foi impecável, a escolha dos jurados que teve química e sintonia entre eles, com exceção de Eduardo Sterblitch, que as vezes passava dos limites, mas esse é seu jeito de ser.

Ivete Sangalo roubou a cena, está madura como profissional, foi a apresentadora certa para o programa certo e ter uma apresentadora cantora em um programa musical foi uma escolha muito assertiva, já que aquele era seu universo e esteve sempre muito à vontade no comando da atração e hoje sem sombras de dúvidas é a melhor apresentadora da linha de shows da TV.

Porém, diante de tantos acertos tiveram detalhes que podem ser revistos na próxima temporada, a escalação dos participantes, que foi mesclada com cantores, jornalistas e atores e foi nítido que cantores se saíram melhor, como foi o caso da vencedora Priscila Alcântara, embora a ideia do programa não é julgar o participante pela voz, mas sim pela performance, os jurados acabam julgando principalmente pela voz e aquele participante que não é cantor levou desvantagem, na próxima edição essa escalação deveria ser revista.

Como toda competição que é inteiramente gravada o resultado final acaba vasando e no The Masked Singer Brasil não foi diferente, a final ou apenas a divulgação do ganhador deveria ser ao vivo para não estragar a surpresa e gerar ainda mais expectativa no público, são pequenos detalhes que podem ser revistos e fazer com que o programa fique ainda mais interessante.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio