Programas de TV se arriscam e insistem em levar plateia

Diversas atrações da TV voltaram com seus auditórios

Publicado em 16/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde que começou a pandemia, em março de 2020, o Brasil parou e as plateias dos programas de TV foram extintas, mas aos poucos alguns programas retornaram com elas.

O primeiro programa a trazer uma plateia durante a pandemia foi o A Noite é Nossa comandado por Geraldo Luís na Record TV, a atração homenageava famosos programas de auditório, como as atrações de Silvio Santos, Chacrinha, Bolinha e Flávio Cavalcanti, a pandemia havia amenizado, mas não acabado no Brasil no segundo semestre do ano passado, dava até fobia de ver aquelas senhoras na plateia, mesmo usando máscaras e respeitando os protocolos de saúde, sem falar na quantidade de gente no palco, que até se abraçava e gerava uma mini aglomeração. Algum tempo depois, Geraldo Luís foi diagnosticado com o Covid-19, foi internado, Luiz Bacci assumiu o programa e a plateia finalmente foi extinta.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com a chegada da vacina e os apresentadores de TV vacinados, as produções se animaram e trouxeram a plateia de volta, evidente que em um número muito menor e seguindo todos os protocolos de saúde. Atrações como o Programa Silvio Santos, Programa do Ratinho, Mega Senha e o estreante The Masked Singer voltaram com plateia, mas a pergunta que fica, será que é hora de trazer a plateia novamente, não seria cedo demais?

Evidente que o auditório em um programa de TV faz toda a diferença, mas se ficaram até agora sem ele, poderiam esperar mais e não colocar a vida dos funcionários das emissoras, do apresentador e da própria plateia em risco, sabemos que quanto menos pessoas em um local, menor será o risco de contaminação e já foi comprovado que mesmo com as duas doses da vacina o risco de contaminação existe, temos como exemplos dois ícones da TV, Silvio Santos e Tarcísio Meira, que contraíram a Covid-19 após as duas doses da vacina.

Vale ressaltar, que vários programas que dependiam das suas plateias para a atração existir tiveram que se adaptar ao atual momento que vivemos, como foi o caso do Altas Horas do Serginho Groisman, que a princípio foi gravado todo remoto, depois voltou ao estúdio com a plateia via chamada de vídeo e que interage com o apresentador.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio