“A vibração dele sempre está comigo”, diz Nicette Bruno ao relembrar Paulo Goulart

Publicado há 4 anos
Por Rodrigo Teixeira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nicette Bruno, aos 84 anos, foi a homenageada da última edição do Prêmio Cesgranrio de Teatro pelos seus 70 anos de carreira e em conversa com a reportagem do #QueIssoGordinho falou da carreira e do seu amado Paulo Goulart.

“Todo dia eu faço [ uma oração]. Faço prece pelo dia que amanheceu. Faço prece por todos. Faço prece por meu amor que está sempre comigo. Eu tenho certeza de onde quer que ele esteja ele está comigo, a vibração dele sempre está comigo”, disse a atriz espiritualista ao falar do seu eterno amor Paulo Goulart, que desencarnou em março de 2014.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um #amor lindo né, mores?

Nicette falou da homenagem que recebeu pelos seus 70 anos de carreira. “É uma alegria. É perceber que quando você ama verdadeiramente o que faz, o tempo passa e você não percebe. Então, você se surpreende. Setenta anos já passaram e eu estou com vontade de realizar muita coisa, de enfrentar novos desafios, ainda estou com vontade de novos personagens. Isso é maravilhoso. É isso que o teatro nos dá”, disse a veterana que está em cartaz em São Paulo com uma versão teatral inédita de um clássico dos cinemas. Ao lado de Eva Wilma, Nicette sobe ao palco do Teatro Porto Seguro em “O Que Terá Acontecido a Baby Jane?”.

No drama, Eva e Nicette interpretam as irmãs Jane e Blanche Hudson, lendárias personagens vividas por Bette Davis e Joan Crawford no cinema.(Daryan Dornelles/Divulgação)

Eva Wilma e Nicette Bruno vivem os papéis que foram de Bette Davis e Joan Crawford no cinema.

“Estou em São Paulo fazendo ‘O Que Terá Acontecido a Baby Jane?’ é um monólogo que eu faço com a minha irmã Eva Wilma e um grupo lindo. Somos irmãs na peça. É uma história muito interessante. Pela primeira vez no teatro, veio de um livro para o cinema e agora teatro. Esta maravilhoso, estamos felizes porque realmente está um grande sucesso. A produção não é minha mas seria uma alegria vir para o Rio com essa montagem”, disse a atriz.

Quando faz planos para o futuro, Nicette disse que não é uma atriz que escolhe papéis.
“Eu sonho sempre em fazer alguma coisa a mais. Eu nunca escolho o que fazer porque já houve época, no passado, que eu tinha vontade de fazer determinados personagens e aí com a dificuldade existente eu percebia que outra atriz já estava fazendo. Tinha feito ou iria fazer… Então, eu resolvi não projetar mais. O próximo espetáculo, o próximo personagem que eu fizer sempre será o melhor da minha carreira”, finalizou a atriz.

*As informações e opiniões expressas nessa coluna são de total responsabilidade de seu autor.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio