Aguinaldo Silva esclarece cortes feitos em O Sétimo Guardião

Publicidade

Nesta quinta-feira (24), a colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, publicou uma nota informando que apesar da TV Globo negar, O Sétimo Guardião, trama das 21h de Aguinaldo Silva, estava sofrendo alguns cortes de cenas.

Leia: Mocinha chata e personagem machista irritam o público de O Sétimo Guardião

Como exemplo, a profissional detalhou que no capítulo de terça-feira (22), segundo o roteiro do folhetim, teria que ter ido ao ar uma sequência na qual Léon (Eduardo Moscovis) assumia a forma humana e conversava com os guardiões, e outra na qual Valentina (Lilia Cabral) iria flagrar o momento. Nenhuma foi ao ar.

Continua depois da publicidade

Saiba mais: Internauta chama acontecimento de O Sétimo Guardião de “desserviço” e Bruno Gagliasso curte a postagem

Outra informação que foi dada é que a equipe do enredo recebeu nesta semana um bloco de capítulos que serão exibidos já na primeira semana de fevereiro.

Após a repercussão da notícia, o autor surpreendentemente resolveu entrar em contato com a jornalista. “Na quarta-feira, foi ao ar o 63, a produção já recebeu até o 78 e eu já escrevi até o 106. Ou seja, tenho 43 capítulos de frente em relação ao que está indo ao ar. E sobre as cenas cortadas: A conversa dos guardiães sobre León foi cortada com minha autorização, porque dois guardiães, por problemas de saúde, não podiam gravar”, explicou o escritor.

“A cena em que Valentina sai a correr pela gruta afora com Marcos Paulo, esta, sim, foi cortada, presumo que por conta do excesso de cenas gravadas por Lilia Cabral naquele dia: era legal de se ver, mas não acrescentava nada à trama”, concluiu, enfim, Aguinaldo.

Publicidade
© 2020 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade