O Tempo Não Para: Após enfiar a cabeça de um cliente no vaso sanitário, Dom Sabino perde o emprego na padaria

Dom Sabino (Edson Celulari) em O Tempo Não Para
Publicidade

Nos próximos capítulos de O Tempo Não Para, veremos que o gênio forte de Dom Sabino (Edson Celulari); colocará tudo a perder, no caso, o seu emprego na padaria do bairro. A confusão começará quando um dos funcionários da padaria pedirá para o pai de Marocas limpar o banheiro do estabelecimento. “Ô, seu Sabino, vai ficar aí o dia todo vendo televisão? Precisa lavar os banheiro!”, pedirá Gabiru (João Fernandes) ao ex todo poderoso de São Paulo. “Dom Sabino, rapazinho”, responderá o homem do século 19, em seguida.

Leia também: Carmen descobre segredo sangrento de Amadeu: “Que horror!”

O funcionário dará a Dom Sabino um esfregão e um balde, para concluir a tarefa. Até aí, tudo bem. O patriarca da família Sabino Machado, deixará o banheiro um ‘brinco’. Após terminar a missão; um cliente da padaria irá usar o toalete e fará uma bagunça. Dom Sabino ficará furioso, a ponto de enfiar a cabeça do porcalhão na privada. A confusão estará armada.

Continua depois da publicidade

Desempregado…

Após o incidente, o funcionário da padaria dirá para Dom Sabino que ele perdeu o emprego. “Deu ruim, Dom Sabino. O patrão mandou o senhor embora. O chefe ficou fulo da vida, o cliente tem sempre razão.”, dirá o jovem. “Eu estava apenas dando uma lição no porcalhão”, concluirá Sabino. Antes de se despedir da padaria e do trampo, o funcionário dará para ao pai de Marocas (Juliana Paiva) a gorjeta do dia. Dom Sabino ficará bem emocionado com a atitude do jovem. “Até mais ver, Gabiru. Você foi um bom companheiro de trabalho!”, finalizará um Dom Sabino ‘fracassado’. Dom Sabino não sabe, mas Amadeu (Luiz Fernando Guimarães) está pagando as suas despesas na pensão de Coronela (Solange Couto). Isso custará bem caro futuramente.

Leia também: Após prisão de Betina, ações da Samvita caem na bolsa de valores

O Tempo Não Para é uma novela escrita por Mario Teixeira, com colaboração de Bíbi Da Pieve, Marcos Lazarini e Tarcísio Lara Puiati, com direção artística de Leonardo Nogueira e direção geral de Marcelo Travesso e Adriano Melo.

Publicidade
© 2021 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade