Deus Salve o Rei: Lucrécia por pouco não será expulsa do convento

Lucrécia (Tatá Werneck) em Deus Salve o Rei (Divulgação/Globo)
Publicidade

Nos próximos capítulos de Deus Salve o Rei, Lucrécia (Tatá Werneck) continua passando por apuros para manter sua vida cristã no convento. Depois da chegada de uma prima da rainha Catarina (Bruna Marquezine), tudo acaba ficando um pouco mais complicado para Lucrécia, que inclusive por pouco não será expulsa do local, por não resistir à tentação de comer alguns quitutes.

Ao chegar para tomar café da manhã, Lucrécia não encontra ninguém a não ser a Madre Benedita, que informa para ela que todas no convento estão em jejum durante todo o dia. Ela resolve voltar ao seu quarto e passar o dia em oração. Lucrécia está ajoelhada ao lado da cama, rezando, concentrada. Mirtes (Maria Manoella) está sentada em uma das camas. “Irmã Lucrécia, não vai parar de rezar hoje? Está aí há tanto tempo…”, pergunta Mirtes. “Preciso me penitenciar. Mais cedo, eu senti a tentação de ir até a cozinha em busca de algo para comer.”

Veja também: Virgílio conta para Catarina que existe um grupo de oposição ao reinado de Rodolfo

Continua depois da publicidade

Mirtes tira sobre os lençóis um pão, um prato com quitutes e deixa Lucrécia surpresa. “Meu Pai do Céu! Mirtes! Isto é um sacrilégio.”, diz Lucrécia que se levanta chocada. Mirtes insiste para que ela coma e ela resiste, se ajoelha, faz sinal da cruz e volta a rezar, bem baixinho, concentrada. Mirtes segue se deliciando com sua refeição clandestina. De rabo de olho, Lucrécia olha para a comida, desesperada de fome.

Veja também: Romero convida Saulo para jantar em casa e arruma confusão com Betânia

Lucrécia sai do quarto para conversar com Latrine, que a deixa com mais fome ao falar sobre as delicias que elas tinham para comer em Alcaluz. Ao voltar para o quarto, ela olha em torno, mas não há ninguém ali. Ela fareja o ar, sentindo algo estranho. Ela vai para perto da cama de Mirtes, mas tenta resistir. “Não, Lucrécia! Seja forte! Não caia em tentação! Ó, Deus Pai! Ajudai esta pobre pecadora aqui a não sucumbir somente por causa de um peru assado… um resto de ensopado de coelho… quem sabe, um manjar de arroz, uma torta de maçã…”, diz para si mesma.

Veja também: Catarina faz Rodolfo ficar contra Amália e Afonso

Depois de muito procurar, Lucrécia encontra, dentro do móvel, uma bandeja coberta com um pano. Ela pega, põe sobre a cama e descobre um verdadeiro farnel com vários quitutes apetitosos. Ela contempla aquilo por um instante, faz o sinal da cruz, olha para o alto mais uma vez e sai devorando a comida toda, esfomeada, em êxtase. Nesse momento, Madre Benedita abre a porta e, estarrecida, flagra Lucrécia com a boca numa coxa de frango. “Irmã Lucrécia?! Mas o que significa isto?!”

Veja também: Rodolfo cria novo imposto e revolta comerciantes

Madre Benedita começa a dar um sermão em Lucrécia e afirma que ela cometeu um ato vergonhoso, que desrespeita o primeiro mandamento. “Não! Eu não matei ninguém, madre!”, tenta se defender. “Este é o quinto mandamento. Falei o primeiro!”, diz a Madre. “Não cobiçarás a mulher do próximo?”, pergunta novamente. “Amar a Deus sobre todas as coisas”! Inclusive a comida.” Lucrécia tenta se desculpar e não dá muito certo. “Desta vez deixarei passar. Mas se isto se repetir, você terá que deixar este convento.”

Publicidade
© 2021 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade