Deus Salve o Rei: Afonso discute com Amália e se nega a ir embora de Montemor

Publicidade

Nos próximos capítulos de Deus Salve o Rei, Afonso (Rômulo Estrela) vai se negar a ir embora de Montemor, como tanto queria a sua esposa e amada, a jovem Amália (Marina Ruy Barbosa).

Em cenas previstas para irem ao ar ainda nesta semana, Afonso diz que não pode ir embora de Montemor nesse momento, pois sente que o seu povo precisa dele mais do que nunca, por mais que não seja rei.

Veja mais: Deus Salve o Rei: Cássio renúncia ao cargo de comandante e conselheiro

Continua depois da publicidade

“Eu fiz a minha escolha, Amália! Eu abri mão de ser rei. O que não significa que eu tenha que fechar os olhos, os ouvidos e a boca para tudo que está acontecendo à minha volta. Meu irmão precisa de mim. Meu povo precisa de mim. E eu sinto que, mesmo não tendo uma coroa em minha cabeça, posso fazer muito por eles”, diz ele.

Mais firme do que nunca, Afonso deixa claro de uma vez por todas para a sua amada: “Eu não vou deixar Montemor. Não posso abandonar meu povo pela segunda vez”. Amália, claro, fica chocada.

“Você fala como se estivesse arrependido. Como se precisasse consertar as coisas. Como se deixar Montemor da primeira vez tivesse sido um erro”, diz Amália, triste. Afonso tenta tranquilizar a sua amada.

“Deixar de viver a minha vida ao seu lado, sim, teria sido um grande erro. O maior de todos”, se declara Afonso. Amália nota, porém, que ele está cada dia mais se sentindo culpado por isso. Ele não nega que sente pela decisão.

“Eu não imaginei que as consequências da minha decisão fossem tomar toda essa proporção: uma guerra, tantas mortes, e agora… Catarina no trono ao lado de meu irmão”, fala Afonso.

Amália lembra que não foi ele quem declarou guerra. Mas Afonso está decidido: precisa ficar em Montemor. “O destino me levou até Artena. Mas foi uma escolha minha ficar lá. E aquela certeza que tive naquele momento… é semelhante à que eu tenho agora… é aqui que eu devo ficar”, conclui Afonso.

Deus Salve o Rei vai ao ar diariamente, depois dos jornais locais da Globo.

Publicidade
© 2021 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade