SBT é a segunda emissora mais vista do Brasil pelo sétimo mês consecutivo

Publicado há um ano
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No último mês de outubro o SBT completou sete meses seguidos na segunda colocação do ranking geral das audiências no PNT (Painel Nacional da Televisão), posição que ocupa desde abril deste ano.

Na média das 24 horas, a emissora acumulou 5,2 pontos. Índice 14% superior ao registrado pela emissora terceira colocada, que no mesmo período e faixa horária marcou 4,6 pontos de média – o pior índice dos últimos 22 meses. A concorrente não registrava uma média tão baixa desde janeiro de 2018.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na média manhã, das 6h às 12h, o SBT marcou 4,1 pontos de média contra apenas 3,3 da terceira colocada, totalizando 25% de vantagem. No horário nobre, das 18h às 24h, o SBT encerrou o mês de outubro com 7,7 pontos de média e completou seis meses seguidos na vice-liderança da principal faixa horária da TV brasileira. A terceira colocada marcou 7,2 pontos de média.

Madrugada

Na madrugada, das 24h às 6h, o SBT segue na vice-liderança absoluta. Com uma programação qualificada que reúne talk show, jornalísticos e variedades, o SBT cravou 3 pontos de média. A emissora terceira colocada marcou apenas 1 ponto.

O SBT ainda garantiu a vice-liderança em audiência em todos os dias da semana e marcou a maior média aos domingos, quando alcançou 6 pontos de média contra apenas 4,2 da terceira colocada. Considerando somente o mês de outubro, ainda no PNT, 32 programas do SBT superaram a audiência da terceira colocada e encerraram o período na segunda colocação.

Em outubro, no PNT, o SBT impactou 151,8 milhões de telespectadores no Brasil. O Perfil de Audiência reflete que a programação da emissora alcança toda a família brasileira: sendo 61% mulheres e 39% homens.

Ao longo do último mês, 11% dos telespectadores alcançados pela emissora têm idade entre 4 e 11 anos; 8% entre 12 e 17 anos; 8% entre 18 e 24 anos; 14% com idade entre 25 e 34 anos; 24% entre 35 e 49 anos e 35% com 50+.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais