Helena

Mulheres Apaixonadas encerra trajetória com o bronze da faixa das 23h no Viva

O Cravo e a Rosa e O Clone foram mais vistas do que a novela de Manoel Carlos no horário

Publicado em 20/04/2021

Na última sexta-feira (16), o público pôde conferir o desfecho dos personagens de Mulheres Apaixonadas, novela de Manoel Carlos que já deixa saudade. Sucesso em sua exibição no Canal Viva, a trama foi líder de audiência da TV paga em seus dois horários de exibição, fechando como a segunda melhor audiência consolidada de uma novela da faixa das 13h30 e das maratonas de domingo – ficando atrás de O Cravo e a Rosa, em ambos os casos.

Na faixa das 23h, a trama fechou como a terceira melhor audiência, ficando atrás de O Cravo e a Rosa e O Clone, reprisadas entre 2019 e 2020. Ao todo, Mulheres Apaixonadas alcançou quase 15 milhões de pessoas durante sua exibição, conforme dados aferidos pela Kantar Ibope Media.

O último capítulo também conquistou bons índices, fechando com uma audiência 87% acima da média da faixa horária das quatro semanas anteriores, um marco histórico de último capítulo de novela no canal. No Twitter, o fim da trama chegou a ser o oitavo assunto mais comentado no Brasil na noite de sexta-feira.

Celebrando o desfecho desse sucesso, o Viva promoveu uma maratona de 12 horas no dia 16 em seu canal no YouTube, com um supercompacto da novela, além de postar vídeos avulsos com momentos marcantes de determinados personagens ou núcleos.

Nesta segunda-feira (19), o Viva estreou no horário das 23h (com alternativa às 13h30) a novela Da Cor do Pecado, de João Emanuel Carneiro, exibida originalmente em 2004. O título e questões da narrativa que podem causar alguma celeuma nos dias de hoje foram contemplados por uma mensagem do canal, que diz: “Esta obra reproduz comportamentos e costumes da época em que foi exibida”. Saiba mais a respeito na coluna de Paulo Pacheco.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade