Domingo Legal, do SBT, deixa Globo e Record para trás e lidera audiência; veja os números

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os dias de rejeição ao Domingo Legal parece que chegaram ao fim ou, ao menos, tiveram uma pausa. Antes problema para a direção do SBT, a atração passou a conquistar números impressionantes para emissora da Anhanguera. Neste domingo (31), o programa de Celso Portiolli deixou a Record e a Globo para trás no ranking de audiência.

O dominical, que tem entre seus quadros o Xaveco, ficou 37 minutos em primeiro lugar. Na média, marcou a segunda melhor audiência do horário com 8.3 pontos de média. O pico foi de 10,8 e participação no número de televisores ligados de 17,9%. Já a Globo ficou com 10,5. A Record fez 7,3; Cultura, 0,7 e Band, 0,4. Os dados, válidos para a Grande São Paulo, ainda não são consolidados e podem ser alterados.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quando se trata da disputa entre Record e SBT, que brigam sempre pelo segundo lugar, a emissora de Silvio Santos se deu bem em outros mercados também. No Rio de Janeiro, a vitória foi de 8,1 a 5,4 pontos de audiência. Em Porto Alegre, a diferença entre das duas redes foi ainda maior: 7,2 a 4,7.

Ainda sobre o Domingo Legal

Comandado por Celso Portiolli, o Domingo Legal deste domingo (10) voltou à grade do SBT ao vivo. Um dos quadros de maior sucesso da atração, o Comprar É Bom, Levar é Melhor também contou uma história curiosa. Uma família de Limeira, interior de São Paulo, composta por quatro irmãos foi escolhida para participar da atração.

No quadro, que é uma parceria com uma loja de departamento, os competidores têm 30 minutos para pegarem o que conseguirem da loja, e em seguida respondem a uma série de perguntas e respostas. O número de acertos é o que determina se eles vão conseguir levar as mercadorias que pegaram.

Porém, Lucas, o irmão mais novo da tal da família participante começou a se sentir mal no meio da competição. Acompanhado pelas câmeras do programa, ele se deitou no chão da loja sem ar, e relatou estar com tonturas. Ele foi atendido pelos médicos do local, e o relógio da prova continuava em contagem regressiva.

“Meu maior medo era decepcionar meus irmãos que esperavam tanto pelo prêmio máximo de 50 mil”, disse ele após o atendimento. Os irmãos dele então pararam tudo, e somente ao ver que ele estava bem, resolveram coloca-lo dentro de um dos carrinhos do mercado para juntos pegarem mais produtos. A família conseguiu levar para a casa cerca de R$ 39 mil em produtos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais