A Usurpadora decepciona e fracassa na audiência

Publicado em 15/11/2016

A Usurpadora é uma espécie de salvo conduto do SBT, usada para alavancar a audiência da emissora em momentos críticos. Não obstante, essa é a sétima vez que a novela figura na grade do canal de Sílvio Santos.

Posta às pressas no ar para brigar páreo a páreo com  a Hora da Venenosa da Record, que registra ótimos índices de audiência no horário, muito por causa da acidez de Fabíola Reipert, a novela mexicana tem decepcionado, pela primeira em sua história, pela baixa audiência.

De acordo com dados consolidados da grande São Paulo, o folhetim, característico pela rivalidade entre as irmãs Paola e Paulina, protagonizadas por Gabriela Spanic, tem registrado médias de 4 pontos – cada ponto representa 69 mil domicílios. Em exibições anteriores, a telenovela conquistou 8/9 pontos.

As explicações podem ser várias, mas vale a deixa que simboliza um claro descontentamento do público pelo exagero dessas reprises.